logo jornal amazonia

Homem é preso por posse ilegal de arma e suspeita de homicídio em Goianésia do Pará

Durante a operação de quarta-feira, a polícia encontrou na residência do investigado um facão, um machado, uma espingarda e a motocicleta da vítima

O Liberal

José Vicente dos Santos foi preso na última quarta-feira (29/05), na comunidade Capão da Onça, zona rural de Goianésia do Pará, sudeste paraense, por posse ilegal de arma de fogo. Além disso, ele é o principal suspeito do homicídio do vendedor ambulante Emerson Manoel Lopes Bandeira, ocorrido após uma cobrança de dívida.

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) decretou nesta quinta-feira (30) a prisão preventiva de José pelo assassinato. Durante a operação de quarta-feira, a polícia encontrou na residência do investigado um facão, um machado, uma espingarda e a motocicleta da vítima.

Segundo a investigação, Emerson, natural da Paraíba e vendedor em Goianésia do Pará, foi até a casa de José Vicente no último dia 20 para cobrar uma dívida. O conflito começou quando Emerson ameaçou José com um facão para forçá-lo a pagar. Em resposta, José disparou contra Emerson com uma espingarda. Com a vítima ferida, José usou o facão para matá-lo e esquartejá-lo.

Após o homicídio, José teria levado o cadáver para uma área próxima à sua casa e ateado fogo. Como o corpo não carbonizou completamente, ele jogou os restos mortais em um igarapé. A motocicleta de Emerson foi encontrada dentro de um forno de produção de carvão vegetal.

A polícia encontrou vestígios das roupas de José e do corpo da vítima, que foram analisados pela Polícia Científica de Tucuruí. O suspeito confessou o crime e duas testemunhas confirmaram sua participação no caso.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA