Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é morto na frente de casa em Parauapebas, no sudeste paraense

Uoston Silva de Carvalho, de 44 anos, foi encontrado caído no chão, cercado de sangue

O Liberal

Uoston Silva de Carvalho, de 44 anos, foi encontrado morto, na madrugada desta quarta-feira (3), na frente da casa onde morava no bairro Nova Carajás, em Parauapebas, no sudeste paraense. Segundo informações da Polícia Militar, uma guarnição foi acionada para apurar a denúncia de homicídio por volta de 1h30, por meio do Centro de Controle Operacional (CCO). As informações são do Correio de Carajás.

No local, os policiais militares encontraram Uoston sem vida, de barriga para baixo, ao lado do portão da residência. A vítima estava cercada de sangue e apresentava escoriações pelo corpo e ferimentos por estilhaços de vidro, provavelmente vindos da porta de vidro da residência, que havia sido quebrada.

Testemunhas relataram aos agentes de segurança pública que chegaram a escutar Uoston se debatendo contra a porta e tentando abri-la. Ele também falava frases sem contexto e disparava xingamentos. Logo em seguida, os gritos cessaram, mas ninguém foi visto com a vítima. O paradeiro e a identidade do provável homicida ainda são desconhecidos. Não há informações se a vítima morava sozinha no local.

A Polícia Civil foi acionada e esteve no local fazendo os levantamentos iniciais da cena do crime para conduzir as investigações sobre o caso. Uma equipe de peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCR) também foi acionada e realizou a perícia do local do crime. Apenas o exame de necropsia deverá indicar as causas da morte.

O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA