Homem é morto com um tiro nas costas em passagem no bairro do Jurunas

Jasper Caldas, de 33 anos, tinha passagem pela Polícia por tráfico de drogas

Redação Integrada

Jasper de Almeida Caldas, de 33 anos, ainda correu mas foi atingido com um tiro fatal nas costas e caiu na passagem Dr. Veiga, entre as ruas Bom Jardim e Carlos de Carvalho, no bairro do Jurunas, em Belém, por volta das 21h30, desta segunda-feira (02). De acordo com a PM, a vítima tinha passagem na polícia pelo crime de tráfico de drogas. Até a retirada do corpo pela equipe do Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves'', nenhum familiar reclamou a morte de Jasper.

Na vizinhança, ninguém quis dar mais informações à equipe do 20º Batalhão PM, a primeira chegar ao local do crime. Não foi possível precisar se o homicida ou homicidas estavam a pé, de carro ou mesmo de bicicleta.

"Fizemos levantamento no local mas não temos muitas informações porque a população afirma que ele não é morador da área, ninguém o conhece. Sobre o baleamento, o que levantamos é que não aconteceu nesse local (passagem Dr. Veiga). Foi no começo da rua Bom Jardim, ela dá acesso à essa alameda (Dr. Veiga), ele entrou aqui correndo e caiu morto'', disse o capitão PM do 20º, Jhoseffer Nunes.

Ele frisou ainda que nenhum morador falou sobre os autores dos tiros. "Pesquisamos no sistema de informações da PM e ele tem passagem por tráfico de drogas e a gente não sabe afirmar se essa situação tem algo a ver com a morte dele, hoje'', disse o capitão PM.  

"Foi um disparo nas costas, aparentemente de baixo calibre, provavelmente ponto 22. Como o projétil não transfixou, vamos poder retirá-lo para o exame de balística. A vítima correu e quando chegou aqui, já vinha perdendo sangue internamente(hemorragia), não aguentou e caiu. Ele ainda teve uma forte lesão na cabeça mas foi da queda mesmo, quando tombou no chão'', informou o perito criminal, do Centro de Perícias Científicas, Jorge Lopes. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA