Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Forças Armadas empregam navio patrulha com metralhadora antiaérea para fiscalização em Itaituba

A embarcação saiu de Belém no dia 14 de julho com 16 militares para a ação com o meio naval

O Liberal

O Comando Conjunto Norte (CCjN), formado pelo Comando Militar do Norte, 4º Distrito Naval (4º DN) e Comando Aéreo Norte, iniciou o emprego do Navio Patrulha Costeiro Pampeiro em Itaituba, Sudoeste Paraense, para reforçar a fiscalização para a Operação Samaúma. A embarcação saiu de Belém no dia 14 de julho com 16 militares para a ação com o meio naval.

O navio, do 4º DN, irá realizar ações de Patrulha Naval e Inspeção Naval nas águas jurisdicionais da Operação, a fim de contribuir para a implementação e fiscalização do cumprimento das leis e regulamentos em águas jurisdicionais brasileiras. Em aproveitamento, realizar ações preventivas e repressivas a delitos ambientais em apoio à Operação Samaúma, no município. Para isso, possui uma metralhadora antiaérea Oerlinkon 20mm e duas metralhadoras CAL .50 Browning.

Operação Samaúma

A Operação Samaúma, de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ambiental, ocorre em terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental, em áreas de propriedade ou sob posse da União e, mediante requerimento do Governador, em outros sítios do estado. Todas as atividades ocorrem em conjunto com órgãos e agências de proteção ambiental e de segurança pública.

Conforme o decreto número 10.730, de 28 de junho de 2021, a atuação dos militares do CCjN, que iniciou dia 28 de junho, ocorre nos municípios paraenses de Altamira, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, São Félix do Xingu e Trairão e seguem até o dia 31 de agosto de 2021.

O nome da Operação homenageia a árvore conhecida como rainha da Amazônia, que guarda e distribui água para outras espécies e também pode ser chamada de mafumeira, sumaúma e kapok.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA