logo jornal amazonia

Foragido por envolvimento com facção criminosa e crime de tortura é preso, em Anajás

De acordo com a PC, as investigações contra o acusado foram iniciadas em novembro de 2022

O Liberal
fonte

Um homem foragido da Justiça, investigado por integrar uma associação criminosa responsável pela prática de diversos crimes — incluindo prática de tortura — foi preso nesta quinta-feira (19), em Anajás, na região do Marajó. A prisão fez parte da Operação "Disciplina Marajó", deflagrada pela Polícia Civil (PC).

VEJA MAIS

image Foragido por tentativa de homicídio em Rondônia se entrega à polícia no interior do Pará
Ao se entregar, o foragido disse que havia um mandado de prisão contra ele

image Morador de Novo Progresso preso por ataques em Brasília era foragido por homicídio
O homem estava acampado no Distrito Federal desde 15 de novembro passado

image Foragido por violência doméstica é preso no Aeroporto Internacional de Belém
Na época do crime, o acusado era morador de Macapá. O mandado de prisão preventiva foi expedido em 2018 pela Justiça Estadual do Amapá

Durante a operação, as equipes deram cumprimento a mandados de prisão preventiva, além de busca e apreensão, que foram expedidos contra o investigado. A PC detalhou que as investigações contra o acusado foram iniciadas em novembro de 2022, pela prática do crime de tortura. Os crimes teriam sido cometidos também no município de Anajás. Ainda segundo a PC, após a prisão, o indivíduo foi encaminhado à unidade policial para os procedimentos cabíveis. Ele ficará à disposição da Justiça.

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA