Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Filho é preso por agredir a mãe com soco em Marabá

Adriano Paulo Gonçalves da Silva, de 24 anos, deu um soco em seu rosto da própria mãe, na residência dela, na Folha 23, no Núcleo Nova Marabá

Fabyo Cruz

Policiais civis prenderam um homem suspeito de agredir a própria mãe no município de Marabá, sudeste do Pará, no último domingo (5). A vítima informou que o filho, Adriano Paulo Gonçalves da Silva, de 24 anos, a atingiu com um soco no rosto. Ele foi preso na casa da vítima, com quem morava, na Folha 23 do Núcleo Nova Marabá.

VEJA MAIS

Filho suspeito de ameaçar, agredir e estuprar a mãe de 85 anos é preso
O suspeito de 58 anos, que não teve o nome divulgado, foi encontrado em uma residência

Filho é preso após agredir mãe que não deixou assistir pornô em seu celular
Vítima levou um chute e quase foi enforcada, mas conseguiu fugir e acionar a Polícia Militar

Criança é estuprada e degolada pelo padrasto que não aceitava término com a mãe da vítima
Além de estuprar e matar a menina de 7 anos, ele teria cortado os dedos do outro filho da ex-mulher

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Marabá (Deam), da Polícia Civil, tomou conhecimento do caso após ser acionada pela assistência social do Hospital Municipal de Marabá, sobre uma paciente que havia sido agredida pelo próprio filho. Aos policiais, a mulher informou que estava sentindo muitas dores após a agressão e que o filho permanecia em sua residência.

Enquanto a vítima foi encaminhada para exames de raio-x, o filho foi surpreendido pelos policiais ainda na casa da mãe. Ali, ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia para realização dos procedimentos cabíveis.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA