logo jornal amazonia

Falso cadeirante é morto a golpes de terçado nesta quarta-feira, em Santarém

Quatro suspeitos teriam chegado à casa da vítima dizendo que eram da polícia e, em seguida, assassinaram o homem

O Liberal

O bairro Bela Vista do Juá, em Santarém, oeste do Pará, registrou um assassinato nas primeiras horas desta quarta-feira, 16. Por volta das 4h, um sujeito identificado pelo nome Wilderlando Coelho Duarte, vulgo ‘Indião’, de 36 anos, foi morto a golpes de terçado na porta da própria casa por, pelo menos, quatro suspeitos. Vítima era conhecida por se passar por cadeirante para pedir doações no município. Com informações de O Impacto.

De acordo com relato da esposa da vítima, identificada apenas como Josimara, quatro elementos bateram à porta de sua residência gritando serem da polícia e pedindo para que a porta fosse aberta. Em seguida, quando Wilderlando saiu para atender ao chamado, ele foi agredido a golpes de terçado.

O Instituto Médico Odontológico Legal (Imol) compareceu ao local para a remoção do corpo.

VEJA MAIS

Polícia apreende R$ 150 mil junto a pacotes de camisas do Brasil dentro de carro em Itaituba
Veículo vinha do Mato Grosso. O condutor não confessou quem seria o remetente e o destinatário do material. Ele foi preso na tarde de terça (15)

Adolescente é perseguido e morto com pelo menos oito tiros em Redenção
Vítima ainda tentou fugir, mas foi alcançado pelo autor dos disparos

Homem é morto a facadas dentro de casa em Parauapebas; suspeito foi identificado e está foragido
O caso aconteceu na tarde desta terça-feira (15)

Ainda conforme a Polícia Militar (PM), Wilderlano tinha um histórico de crimes no registro policial e no conhecimento dos moradores do município: suspeito de furtos, usuário de drogas e segundo relatos, se passava por cadeirante para pedir doações.

 O caso será investigado pela Polícia Civil. Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA