Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Estufa para plantio e cultivo de maconha é encontrada no bairro do Marco

O morador do imóvel foi preso por tráfico de drogas

Redação Integrada

O morador de uma residência localizada no bairro do Marco, em Belém, foi preso em flagrante na tarde da última terça-feira (30) após policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) encontrarem, no imóvel, uma estufa utilizada para plantação e cultivo de maconha. Identificado como Bruno Lima Franklin da Silva, o proprietário foi encaminhado à delegacia e preso após investigações apontarem a existência de estufa específica para cultivar a droga em sua casa.

Bruno, dono do imóvel, foi preso por tráfico de drogas (Ascom Polícia Civil)

De acordo com o delegado Augusto Potiguar, diretor da Denarc, Bruno plantava e beneficiava o produto, "uma maconha considerada de alto grau de poder alucinógeno, para posterior venda".

Além da estuda, os policiais encontraram na casa de Bruno três refletores usados para secagem em estufa, uma balança de precisão, uma caixa de filtros para confecção de cigarros, um saco de 100 litros com fertilizantes, uma máquina para cartão de crédito, um invólucro com sementes de maconha e materiais usados no preparo da droga, como uma luva e rolo de papel alumínio, e produtos químicos utilizados no preparo do entorpecente. A polícia ainda identificou, na residência, 18 pés de maconha e um balde grande com três pés da erva. Todos os materiais foram apreendidos.

Diversas substâncias foram encontradas na casa do acusado (Ascom Polícia Civil)
Caixa de filtros para confecção de cigarros está entre os materiais encontrados (Ascom Polícia Civil)

Bruno foi conduzido para a sede da Denarc, no bairro do Telégrafo, onde foi apresentado para lavratura do flagrante por tráfico de drogas. Ele está preso à disposição da justiça.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA