CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
logo jornal amazonia

Dupla tenta vender bomba na madrugada e acaba presa no Marajó

Segundo a polícia, os suspeitos pretendiam vender o equipamento para comprar entorpecentes

O Liberal

Dois homens foram presos nesta sexta-feira (21/6), no momento em que tentavam vender uma bomba d’água sem procedência para comprar entorpecentes. O caso foi registrado na cidade de Anajás, na Ilha do Marajó. De acordo com informações de agentes do 80º Pelotão Destacado da Polícia Militar (PDPM), a dupla foi flagrada com o equipamento no meio da madrugada e encaminhada para a delegacia de Polícia Civil.

O gestor do 12º Comando de Policiamento Regional (CPR XII) do Marajó Ocidental, coronel Márcio Abud, explicou que ​durante patrulha na rua Euclides Vilhena, próximo à rua Anselmo Lima, a guarnição de serviço avistou dois homens em atitude suspeita. Ao perceber a aproximação da viatura, a dupla tentou mudar de direção e se livrar do objeto que carregava.

image Questionados sobre a procedência do equipamento, os homens entraram em contradição e não conseguiram explicar como a bomba havia chegado até eles (Reprodução/ site/ Notícia Marajó)

Os policiais realizaram a abordagem e identificaram o objeto como uma bomba d’água. Questionados sobre a procedência do equipamento, os homens apresentaram respostas contraditórias e não conseguiram explicar a posse do material. Ambos confessaram ser usuários de drogas e admitiram que pretendiam vender a bomba para comprar entorpecentes, segundo a polícia. As informações são do site Notícia Marajó.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA