Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Corregedoria da Guarda Municipal foi ao lugar onde agente matou um casal no fim de semana

As vítimas, Marcos Vinícius Barbosa Brandão e Deborah Lima de Assunção, foram veladas na segunda-feira, 19

O Liberal

A Guarda Municipal de Belém (GMB) informou, nesta terça-feira, 20, que a Corregedoria do órgão foi ontem até o local onde um agente teria assassinado o casal Marcos Vinícius Barbosa Brandão e Deborah Lima de Assunção, na madrugada do último domingo, 18, na Passagem D'hotel, bairro da Pedreira, em Belém. O velório das vítimas aconceu na segunda-feira, 19.

De acordo com o órgão, os agentes da Corregedoria da GMB, no local da ocorrência, conversaram com os familiares das vítimas e repassaram informações sobre as medidas que estão sendo tomadas a partir da abertura do Processo Administrativo Disciplinar (PAD), que deve apurar os fatos e a conduta do agente municipal.

VEJA MAIS

Guarda Municipal abre processo administrativo contra agente suspeito de matar casal na Pedreira
Corregedoria do órgão também apura a conduta do agente

Prefeito de Belém lamenta casal morto por guarda municipal no último domingo, na Pedreira
Além disso, prefeito afirma que Guarda Municipal colabora com as investigações para que seja feita justiça

Guarda municipal mata casal depois de discussão no bairro da Pedreira, em Belém
A Guarda Municipal de Belém (GMB) confirmou que o suspeito fazia parte do corporação

Em nota enviada nesta terça-feira, a Polícia Civil (PC) reitera que o caso é investigado pela Divisão de Homicídios (DH), e que "todas as medidas cabíveis estão sendo adotadas para elucidar o caso e responsabilizar criminalmente o autor dos crimes". Entretanto, a polícia não esclareceu, ainda, a atual situação do guarda municipal: se ele já foi localizado e se é ou não considerado foragido (se há mandado de prisão contra ele).

Ainda não há confirmação da motivação do crime, mas suspeita-se que, antes de atirar contra o casal, o guarda municipal e as vítimas teriam tido um desentendimento. 

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA