Cerco a suspeito de matar PM tem 21 viaturas, 80 policiais e helicóptero

Buscas em Benevides mobilizam grande esforço policial desde primeiras horas desta terça

Redação Integrada

Cerca de 21 viaturas e 80 policiais estão realizando o cerco de uma área de mata na manhã desta terça-feira (22), na Estrada do Maratá, no município de Benevides, região metropolitana de Belém, onde um dos suspeitos de assassinar o sargento Gilvandro Valentin Ferreira, na tarde de ontem, está escondido. Segundo a polícia, o outro suspeito foi morto após reagir a uma intervenção policial. Um helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) sobrevoa o local para ajudar nas buscas.

LEIA MAIS:
- Famílias com medo: suspeitos bateram em casas procurando rota de fuga
- Acusado de assassinar PM é morto pela polícia nesta terça-feira
- Policial é morto a tiros no bairro da Pedreira, em Belém

De acordo com o coronel Santos, do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar, as buscas estão sendo realizadas na área desde a madrugada desta terça. "Todo esse grande quadrante da Estrada do Maratá está sendo coberto pelo COE e pelo Comando de Policiamento Regional Metropolitano (CPRM). Temos aqui ainda a cavalaria, o Batalhão de Ações com Cães (BAC), a Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), o Choque e o Batalhão de Operações Especiais (Bope)", explicou o coronel. Ouça:

Ação segue nas matas de Benevides (Akira Onuma / O LIberal)

Ainda segundo o coronel Santos, a suspeita da polícia é de que um dos envolvidos, o que está sendo procurado, seja um homem conhecido como "Mamão", que faria parte de uma facção criminosa que atua no bairro do Barreiro, em Belém. "No entanto, esta é uma informação que ainda está sendo confirmada pela inteligência da polícia", afirmou.

O coronel informou, ainda, que dois suspeitos de envolvimento na morte do sargento Valentin foram presos ontem. "A tia de um desses suspeitos emprestou o carro pra ele, que é motorista de aplicativo. Ele foi preso ontem. O outro também foi detido e está à disposição da justiça. Ainda teve esse que hoje confrontou a nossa guarnição e veio a óbito, e o outro, que continua escondido nessa área que estamos isolando", explicou. Até agora, a polícia identificou o envolvimento de quatro pessoas no assassinato do policial.

O corpo do homem que foi morto durante a intervenção policial já foi recolhido do local. A PM informou que os peritos criminais estão realizando o levantamento do local onde houve a troca de tiros, juntamente à Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil. "Simultaneamente, nós estamos realizando as buscas neste perímetro, que permanece isolado pela Polícia Militar", concluiu o coronel Santos.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA