Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Cabeleireiro é morto com golpes de terçado na frente do filho, em Augusto Corrêa

Vizinhos acreditam que rixa entre a vítima e agressor motivou o crime no nordeste do estado

O Liberal

No começo da manhã, desta segunda-feira (20), um homicídio chocou moradores do bairro Pratiaçu, no município de Augusto Corrêa, no nordeste do Pará. O cabeleireiro Willame Araújo Oliveira, de 28 anos, foi morto com pelo menos cinco golpes de terçado, na frente do próprio filho que, aos gritos, implorou para o agressor não matar o pai, mas não foi atendido. A vítima morreu, de imediato, sem a mínima chance de defesa. Com informações da página FB Notícias. Com informações da página FP Notícias.

Vizinhos informaram que a vítima e o acusado tinham uma rixa e isso pode ter sido a causa da morte do cabeleireiro. A Polícia Civil esteve no local do crime, uma casa simples, de madeira. Populares descreveram as características físicas do autor do crime aos agentes de segurança.

Algumas horas após o crime, o acusado foi preso em flagrante por uma guarnição motorizada da Guarda Civil Municipal de Augusto Corrêa. Ele foi identificado como José Maria da Silva Padilha, de 26 anos, conhecido como “Cabeça”.

José Maria foi preso ao ser reconhecido por um dos guardas municipais no momento em que ele se dirigia na companhia da própria mãe à uma agência bancária, segundo os policiais, para sacar dinheiro e sair de Augusto Corrêa.

O corpo de Willame Oliveira foi removido por uma equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves - Núcleo de Bragança, para ser necropsiado no Instituto Médico Legal em Castanhal. Em seguida, o corpo seria liberado para a família realizar o sepultamento.

O acusado foi apresentado à Delegacia de Polícia Civil de Augusto Corrêa para ser ouvido pelo delegado de plantão, responsável pelos procedimentos legais cabíveis. Até o início da tarde desta segunda-feira, a arma utilizada no crime não havia sido localizada.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA