Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Breves: Dois homens são presos por estupro de vulnerável em menos de 24h

Um dos crimes teria sido praticado contra um menino de apenas 4 anos, filho do agressor

O Liberal

Dois homens foram presos em flagrante, em menos de 24h, pelo crime de estupro de vulneráveis, em Breves, na ilha do Marajó. O primeiro flagrante ocorreu na terça-feira (23). O suspeito foi identificado como Niceias Souza Custódio, que responde em liberdade. Ele teria abusado de uma adolescente de 13 anos. Um dia depois, na quarta-feira (24), a Polícia Civil conseguiu prender José Nilson Souza da Gama, que teria abusado do próprio filho, uma criança de apenas 4 anos. O suspeito permanece preso, à disposição do Poder Judiciário.

A delegada Maria Alexia, responsável pelas duas prisões, explicou que José Nilson tinha três filhos com a ex-companheira, com quem dividia a guarda das crianças. “Numa semana, ficavam com o pai. Na outra, com a mãe. Segundo informações, quando esses filhos iam para a casa do pai, eles eram abusados, assistiam filmes inapropriados. E, com essa criança menor de 4 anos, ele teria feito atos libidinosos muito agressivos. Essa criança, de fato, foi abusada pelo agressor, que era o próprio pai. Chegou até a demonstrar comportamentos muito sexualizados, em virtude das práticas que o pai fazia”, afirmou a delegada Maria Alexia.

Ela acrescentou que a denúncia chegou ao conhecimento da Polícia Civil por meio do Conselho Tutelar do município de Breves. “Foi investigado, é um caso que possui duas testemunhas. A criança também prestou depoimento especial, na forma do Estatuto da Criança e do Adolescente e da Lei da Escuta Especializada. Essa criança já está sendo atendida psicologicamente e com a Assistência Social, aqui na cidade de Breves”, informou a delegada.

Segundo caso

As investigações da delegada Maria Alexia apontam que Niceias Souza Custódio teria acontecido contra uma adolescente de 13 anos. O homem teria coagido a vítima a entrar no carro dele, onde foi submetida aos abusos.

Assim que foi denunciado, as equipes da Polícia Civil iniciaram diligências que culminaram com a localização e prisão, em flagrante, de Niceias. Ele foi apresentado ao Poder Judiciário e, segundo a delegada Maria Alexia, a Justiça concedeu liberdade provisória ao suspeito. O juiz do caso aplicou medidas cautelares, como a proibição de se aproximar da vítima. Niceias poderá responder ao processo em liberdade.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA