Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Bombeiros retomam buscas por vítimas de naufrágio em Cametá, nesta segunda (18)

Até o momento, três mortes foram confirmadas e outras três pessoas seguem desaparecidas

O Liberal

As buscas pelas vítimas de um naufrágio ocorrido no último sábado (16), na comunidade do Cacoal, em Cametá, nordeste do Pará, estão sendo retomadas na manhã desta segunda-feira (18). O Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA) e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil informaram que três mortes foram confirmadas e outras três pessoas seguem desaparecidas. Até o momento, dez pessoas foram resgatadas.

VEJA MAIS

Naufrágio no Pará: acidente em Cametá já soma três mortos; outras três pessoas estão desaparecidas Até agora, dez pessoas foram resgatadas. Bombeiros e Marinha do Brasil retomam buscas na área esta segunda

O incidente ocorreu por volta das 18h15 do sábado. O Corpo de Bombeiros deslocou uma equipe do 1⁰ Grupamento Marítimo Fluvial (GMAF), com mergulhadores até o local para dar apoio ao trabalho de resgate. A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental informou que irá instaurar inquérito administrativo para apurar as possíveis causas e responsáveis pelo ocorrido.

A Marinha do Brasil (MB) informou que tomou conhecimento do naufrágio e enviou um navio ao local para realizar as bucas. "A Marinha do Brasil disponibiliza o Disque Emergências Marítimas e Fluviais 185, por meio do qual a sociedade pode informar qualquer situação que possa afetar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana ou que represente risco de poluição ao meio hídrico", disse a MB.

Caso semelhante

Na tarde de quinta-feira (14), a Marinha do Brasil informou também, durante coletiva de imprensa, que irá investigar, por meio de um inquérito, o que provocou o naufrágio da embarcação “Bom Jesus”, cujos tripulantes - cinco homens e uma mulher -, foram resgatados, na quarta-feira (13), no helicóptero da Marinha. Eles foram localizados em um banco de areia, na Ilha das Flechas, a cerca de 150 quilômetros de Belém. A ilha fica mais precisamente ao norte do Marajó.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA