Acusado de matar Ricardo "Bomba" é apresentado em Belém

Hilton Soares foi transferido de Imperatriz, onde estava preso desde a última segunda-feira

Redação Integrada

O preso Hilton Soares Souza Filho, o "Hiltinho", acusado de agredir o humorista Ricardo Sena de Macedo Soares, de 37 anos, conhecido como Ricardo "Bomba", morto na do dia 1 de maio, no feriado do Dia do Trabalhador, acaba de chegar em Belém. O acusado está sendo apresentado na Delegacia Geral.

Uma equipe da Polícia Civil estava em Imperatriz desde as primeiras horas da manhã para fazer a transferência. A prisão dele foi realizada no final da manhã de ontem (6), em Imperatriz, por policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar do Maranhão. Com a prisão, eles deram cumprimento a ordem judicial contra o acusado, suspeito do crime de lesão corporal seguido de morte.

Conhecido como "Rodrigo Bomba", humorista morreu depois de se envolver em uma briga e ser gravemente agredido (Reprodução)

 

Hilton Soares, o "Hiltinho", estava escondido no Maranhão, mas foi preso sem oferecer resistência (Reprodução)

 

EM TEMPO:

RELEMBRE O CASO:

"Hiltinho" e o ator Ricardo se envolveram em uma briga no conjunto Pedro Teixeira, no bairro do Coqueiro, na Região Metropolitana de Belém. Imagens que circularam pelas redes sociais e foram gravadas pelo celular de uma das testemunhas mostravam a briga.

Inúmeras pessoas assistiram a briga, mas ninguém interviu (Via Redes Sociais)

Na filmagem, é possível ver o momento exato em que o humorista é atingido por um soco, cai no chão, bate a cabeça gravemente e continua sendo agredido com chutes na cabeça. O ator ainda foi socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no mesmo dia.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA