Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

UFPA está entre as 400 melhores instituições com impacto no desenvolvimento sustentável do mundo

Entre as 48 universidades brasileiras avaliadas, a UFPA está no quarto grupo de instituições mais bem posicionadas

Fabyo Cruz

A Universidade Federal do Pará (UFPA), pelo terceiro ano consecutivo, participa do THE (Times Higher Education) Impact Rankings. O ranking avalia a contribuição das universidades de todos os continentes para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pelas Nações Unidas. A instituição paraense manteve sua posição, na classificação geral, entre as 400 melhores do mundo, de um total de 1.406 instituições participantes de 106 países, e melhorou seu desempenho passando da pontuação total de 68,7 para 76,1. Entre as 48 universidades brasileiras avaliadas, a UFPA está no quarto grupo de instituições mais bem posicionadas. Em abril, a produção científica da UFPA também obteve destaque no ranking internacional do SCImago.

Na edição deste ano do ranking, a UFPA submeteu informações para avaliação em dez objetivos, um a mais que em 2021:

  • ODS 1 - Erradicação da Pobreza;
  • ODS 2 - Fome Zero e Agricultura Sustentável;
  • ODS 3 - Saúde e Bem-Estar;
  • ODS 4 - Educação e Qualidade;
  • ODS 5 - Igualdade de Gênero;
  • ODS 8 - Trabalho Decente e Crescimento Econômico;
  • ODS 10 - Redução das Desigualdades;
  • ODS 14 - Vida na Água;
  • ODS 16 - Paz, Justiça e Instituições Eficazes;
  • ODS 17 - Parcerias e Meios de Implementação dos ODS, obrigatório para avaliação de todas as universidades participantes.

Para a classificação geral, foram consideradas as avaliações nos três objetivos com melhor pontuação, que foram: ODS 1, ODS 8 e ODS 14, além da ODS 17, que é mandatória.

Importância da UFPA

Para o reitor da UFPA, Emmanuel Zagury Tourinho, “A UFPA tem enorme importância para o ensino e pesquisa da Amazônia e tem se mostrado, nos rankings nacionais e internacionais, como uma instituição também de destaque no Brasil e no mundo. O reconhecimento da contribuição da comunidade universitária para os ODS das Nações Unidas dá visibilidade ao que comprovamos na prática: o forte enraizamento social de nossas ações e projetos, sua importância para a sustentabilidade econômica e ambiental da Amazônia e do país, a responsabilidade social da Universidade para com as populações locais e a valorização da diversidade cultural da região”.

“Para chegarmos a esse reconhecimento, precisamos, de um lado, cumprir bem a nossa missão acadêmica e social e, de outro, informar com eficiência tudo que realizamos. Com essa visão, criamos na UFPA o Comitê de Métricas, Desempenho Acadêmico e Indicadores Interinstitucionais, sob a liderança da Proplan, que tem realizado um excelente trabalho de sistematização e divulgação de todas as ações da UFPA. Com o esforço acadêmico e de gestão integrados, ganhamos maior visibilidade e reconhecimento”, completou o reitor.

Indicadores avaliados 

A avaliação do THE Impact Rankings consiste na atribuição de pontuação e classificação por iniciativas relacionadas a cada um dos ODS, a partir de diversas métricas. Os dados e evidências são enviados pelas próprias universidades, conforme os indicadores estabelecidos para cada ODS.

Entre os objetivos em que a UFPA apresentou melhor desempenho, destaca-se o ODS 14 - Vida na Água, cujos dados foram submetidos e avaliados pela primeira vez. Na posição 50 entre 452 instituições, a Universidade evidencia o impacto de seus projetos de ensino, pesquisa e extensão para o bem-estar dos ecossistemas aquáticos, com cursos de graduação e pós-graduação dedicados à formação de profissionais nessas áreas, além de estudos e atividades educativas para preservação da vida na água. Essas ações devem se intensificar no contexto da Década dos Oceanos (2021-2030), que integra a Agenda 2030 da ONU.

A UFPA também se classificou entre as 100 melhores universidades do mundo nos ODS 1 - Erradicação da Pobreza e ODS 8 - Trabalho Decente e Crescimento Econômico, ocupando, respectivamente, as posições mundiais 98ª (entre 769 instituições) e 90ª (entre 849 instituições). No primeiro objetivo, são avaliados indicadores como ações direcionadas para pessoas em vulnerabilidade, admissão de estudantes de baixa renda e programas de assistência estudantil. Já no objetivo 8, são considerados aspectos como o respeito a direitos trabalhistas, existência de políticas de combate a várias formas de discriminação e promoção da equidade de gênero.

Já no ODS 2 - Fome Zero e Agricultura Sustentável, a UFPA ficou entre as 101-200 melhores no ranking, sendo avaliada sua atuação na pesquisa sobre a fome, na formação em sustentabilidade alimentar e no compromisso com o combate ao desperdício de alimentos e à fome no contexto local.

Nos ODS 5 - Igualdade de Gênero e ODS 16 - Paz, Justiça e Instituições Eficazes, a UFPA melhorou sua classificação geral, ficando na faixa 201-300; e no ODS 3 - Saúde e Bem-Estar avançou para o grupo das 301-400. Nos ODS 4 - Educação e Qualidade, ODS 10 - Redução das Desigualdades e ODS 17 - Parcerias e Meios de Implementação dos ODS classificou-se na posição 401-600.

Destaque da UFPA entre as Universidades brasileiras

Este ano a instituição número 1 do THE Impact Rankings 2021 foi a Western Sydney University, da Austrália. Entre as 48 instituições brasileiras participantes em 2022 (10 a mais que em 2021), a USP segue liderando com a melhor classificação, ocupando o 62º lugar mundial (em 2021, ficou em 48º). A UFPA ficou em 8º lugar no grupo de instituições brasileiras com melhor classificação, figurando na faixa de 301-400 junto com outras cinco instituições brasileiras. Nos ODS 1, 8 e 14, a UFPA ficou na 2ª ou 3ª posição entre as brasileiras.

Comitê

A fim de aprimorar a coleta, sistematização e submissão dos dados ao THE Impact Rankings e a outras avaliações nacionais e internacionais, a Reitoria da UFPA criou um Comitê de Métricas, Desempenho Acadêmico e Indicadores Interinstitucionais. A pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Cristina Yoshino, preside o grupo e avalia que o trabalho coletivo possibilitou mobilizar os dados institucionais e as evidências das ações e resultados da Universidade.

“A cada ano, a UFPA tem qualificado a submissão de dados, de modo a aproximar o máximo possível o resultado das avaliações da realidade da instituição. Ficamos bastante felizes com o desempenho deste ano, em que, mesmo com o ingresso de novas instituições na avaliação, a Universidade se manteve entre as 400 melhores instituições e melhorou o desempenho em vários ODS. Nossa meta é ampliar a participação da UFPA submetendo informações para outros ODS em que também temos ações convergentes”, pontuou a pró-reitora.

Sobre os ODS - Os ODS representam um apelo global à ação para a erradicação da pobreza, para a proteção do meio ambiente e do clima e para a garantia de que todas as pessoas, em todos os lugares, possam conviver em paz e com prosperidade. A participação, com destaque, neste ranking revela o papel da UFPA na busca por melhorias para a qualidade de vida em nível regional, mas também internacional, resultado de diversas políticas e iniciativas de ensino, pesquisa e extensão.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ