Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Uepa empossa Clay Anderson Nunes Chagas como novo reitor

A professora Ilma Pastana Ferreira também foi empossada, como vice-reitora, para os próximos quatro anos

Eduardo Rocha

Ao ser empossado nesta segunda-feira (7) como reitor da Universidade do Estado do Pará (Uepa) para os próximos quatro anos, ao lado da professora Ilma Pastana Ferreira como vice-reitora, o professor Clay Anderson Nunes Chagas enfatizou a disposição dos novos dirigentes em atuar pelo fortalecimento da instituição como propulsora do desenvolvimento do Pará. Para isso, a gestão pretende promover, na pandemia daqui para frente, a inclusão de alunos em ferramentas tecnológicas de ensino aprendizagem; a maior proximidade entre os campi; o funcionamento de uma Assembleia Estatuinte; avançar no plano de cargos, carreira e remuneração (PCCR); contribuir com uma lei estadual de assistência estudantil; investir em um comitê de assessoramento e no acesso ao ensino por parte de cidadãos quilombolas, ribeirinhos e indígenas.

Essa proposição dos novos dirigentes da Uepa dialogou com o foco dado por lideranças políticas e educadoras na solenidade, no Teatro Estação Gasômetro, para que a Universidade Estadual possa avançar como pólo de disseminação de conhecimentos no Estado e na Amazônia no contexto da pandemia da covid-19.

O governador do Estado e chanceler da Uepa, Helder Barbalho, enfatizou a disposição do Governo em ampliar o acesso dos cidadãos paraenses ao ensino superior por meio da Uepa, para que, assim, possam ser melhores aproveitados nas oportunidades de emprego. Helder afirmou que não poderia se opor à escolha d chapa de Clay e Ilma com maior quantidade de votos (41% em 13 de maio) no processo eleitoral na Uepa, em lista tríplice para reitor. O governador agradeceu o empenho do ex-reitor Rubens Cardoso "para que a Uepa pudesse avançar no seu protagonismo na formação de estudantes no Pará".

As vestes talares do novo reitor foram colocadas em Clay por Rubens Cardoso, que recebeu de volta o seu pelerine azul (de engenheiro agrônomo) (Nailana Thiely / Uepa)

O governador pontuou que, em contraponto ao momento de cortes nos orçamentos das universidades públicas federais, aumentou o repasse de recursos do Governo para a Uepa em 2019 a 2020. O Programa Forma Pará concretizou 2.095 para estudantes sem acesso ao ensino superior, mediante a parceria da Uepa e outras instituições dessa área educacional. A reabertura do Parque Aquático da Uepa foi mencionado pelo governador como feito da gestão do ex-reitor Rubens Cardoso, e Helder destacou a antecipação da formação de profissionais de saúde para atuar no enfrentamento da pandemia, em em que 153 médicos de pronto passaram a atuar nesse sentido.

Vacinação

Até mais tardar na semana que vem, como disse Helder, o Governo esperar possibilitar a vacinação de 100% dos profissionais da Educação do Pará em escolas públicas e privadas, nos ensinos fundamental, médio, técnico e superior. Helder salientou a contribuição da Uepa no comitê de monitoramento dos casos e óbitos de covid-19 no Pará, destacando que hoje entre os 16 estados e o Distrito Federal é o quarto com menor índice de mortalidade pela doença. O governador observou que a Uepa conta com 134 cursos, mas tem muito a avançar, como na construção do novo campus de Parauapebas e anda em novos projetos mediante parcerias institucionais. "As distâncias não podem ser obstáculos para os sonhos", aditou o governador.

Posse

Os professores Clay Chagas e Ilma Pastana assinaram o Termo de Posse, na presença do governador Helder Barbalho, prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, e do ex-reitor Rubens Cardoso. As vestes talares do novo reitor foram colocadas em Clay por Rubens Cardoso, que recebeu de volta o seu pelerine azul (de engenheiro agrônomo). Cardoso entregou a Clay Chagas a samarra branca e o capelo branco, símbolos de conhecimento do novo reitor. O governador Helder Barbalho colocou o colar de reitor em Clay, a quem entregou o bastão referente à gestão da Universidade.

Professores Ilma Pastana Ferreira e Clay Anderson Nunes Chagas (Igor Mota / O Liberal)

A vice-reitora Ilma Pastana reafirmou o compromisso de cumprir as metas propostas à comunidade acadêmica "em uma gestão dialógica e estratégica para o povo do Pará". Em seu pronunciamento, o prefeito Edmilson Rodrigues enfatizou a contribuição da Uepa na atenção pedagógica aos indígenas no Pará e e outras frentes de trabalho. Edmilson sinalizou que a Prefeitura pretende atuar com a Universidade contra o analfabetismo em Belém. O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica, Carlos Maneschy, destacou como desafios para a Uepa: expansão, estar conectada mais com a sociedade e superar o obscurantismo.

O ex-reitor Rubens Cardoso pronunciou-se relatando ter investido, entre outras frentes, no planejamento e no gerenciamento para potencializar o uso do capital humano na Uepa, o que contribuiu para a elevação de 128 cursos para 134, subida de 17 mil para 19 mil vagas na instituição; a viabilização de dois novos campi, o de Bragança e o de Parauapebas, além da abertura da licitação para o campus de Ananindeua. Outra atuação foi a implantação de um laboratório de análises da água; viabilização de inquérito epidemiológico na pandemia em 144 municípios mobilizando 240 estudantes e professores; realização do programa Revalida; formação de profissionais de saúde na pandemia.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ