Travestis são presas acusadas de espancamento em Parauapebas

Vítima teve arranhões e lesões no corpo. Acusadas afirmam que ele se recusou a pagá-las

Redação Integrada com informações do Correio de Carajás

Duas travestis foram detidas em Parauapebas na madrugada deste domingo (22) acusadas de espancarem um homem no bairro Beira Rio I, próximo a Estação Ferroviária. A guarnição da Polícia Militar foi acionada por volta das 3h da manhã para atender a ocorrência de espancamento. A denúncia inicial afirmava que três travestis estavam dando golpes em Jhon Willis Penha Teles, e, uma delas, o espancava com o capacete. No local, a polícia prendeu duas travestis. Ambas não tiveram o nome social divulgado, mas foram identificadas pelos nomes de batismo João Vitor Magalhães e Diermerson Douglas da Silva.  

De acordo com elas, a vítima teria contratado um programa com uma delas, mas ao final se recusou a pagar pelo serviço. Após uma delas exigir o pagamento, se iniciou uma confusão com a chegada de mais duas travestis que foram ajudar a amiga. Elas teriam espancado Jhon Willis e tentado fugir da cena do crime, mas a Polícia Militar as deteve com ajuda de uma testemunha que identificou as amigas. Jhon Willis foi socorrido por uma ambulânica com diversos arranhões e lesões corporais. 

Jhon Willis teve arranhões e lesões corporais. Duas travestis são acusadas do crime ((Divulgação))

A guarnição da Polícia Militar conduziu as acusadas para a Delegacia de Polícia Civil para a realização dos procedimentos cabíveis. A Redação Integrada de O Liberal aguarda mais informações das autoridades.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ