Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Sobe para 17 o número de casos suspeitos de síndrome de Haff no Pará

De acordo com a Sespa, os casos suspeitos foram registrados em Belém (02), Santarém (09), Jututi (03), Trairão (01), e Almeirim (02)

João Thiago Dias / O Liberal

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) informou, por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), que investiga no Estado, até este domingo (03), 17 casos suspeitos da síndrome de Haff, popularmente conhecida como "Doença da Urina Preta".

Os casos suspeitos foram registrados em Belém (02), Santarém (09), Juruti (03), Trairão (01), e Almeirim (02). Os exames sanguíneos e de urina dos casos suspeitos foram encaminhados, por meio do Laboratório Central do Estado do Pará (Lacen), para laboratório de referência fora do Estado. Por isso, o resultado não depende da Sespa e, até o momento, não há previsão.

"No entanto, a Sespa salienta que o tratamento do paciente não depende do resultado desse exame, tampouco as ações que devem ser adotadas pelos municípios de notificação e monitoramento, bem como ações de vigilância", informou, em nota.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ