Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Saiba como será a organização da reaplicação do Enem 2021

Mais de 20 mil participantes farão as provas no Pará. Exame contará com o apoio de concessionária de energia em pronto atendimento

O Liberal

A reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 será neste domingo (9) e no próximo dia 16 de janeiro. Essa nova oportunidade para ingressar no ensino superior é para casos específicos e não estão disponíveis para todos os candidatos. No Pará, mais de 20 mil participantes farão a primeira parte do exame. 

As situações que permitem a realização da nova prova são: candidatos inscritos no Enem 2020 que tiveram direito à isenção e não compareceram às provas; Pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL); participantes que apresentaram sintomas de doenças contagiosas, como a covid-19; quem apresentou problemas logísticos ou de infraestrutura e outras ocorrências que impediram a realização do exame em novembro.

Um desses candidatos é a técnica em enfermagem Jeani Pimentel, que realiza o Enem desde 2005 e realizará a prova no próximo domingo (9). Ela sonha em ser aprovada nos cursos de Biomedicina ou Fisioterapia. Através do exame, ela busca mais qualificação e o sonho da graduação.

"Como não compareci para fazer o exame no ano passado, tive essa nova oportunidade e aproveitei. Vou fazer a prova com o meu marido e acho muito importante o acesso ao ensino superior, pois nos trará novos horizontes e expectativa de vida, tanto intelectual quanto financeiramente", ressalta a profissional de saúde. Ela está confiante e otimista com as provas, apesar da rotina de trabalho que não permite a dedicação exclusiva de preparação para o exame.

 

Organização do exame

Assim como em novembro de 2021, a concessionária de energia Equatorial Pará mantém plano para garantir energia elétrica em locais de provas do Enem. Para dar continuidade do fornecimento e ao pronto atendimento diante de qualquer eventualidade envolvendo as cargas prioritárias, 171 equipes estarão posicionadas estrategicamente em 79 cidades do Estado onde serão reaplicadas as provas.

O gerente do Centro de Operações, Luís Felipe Leal, afirma que o plano começa a ser executado antes do dia previsto para as provas. “É quando desenvolvemos uma série de ações preventivas no que diz respeito a inspeções nas redes que atendem os locais de prova, manutenções preventivas como, poda de árvores, substituição de isoladores, conexões, para garantir que a energia chegue com segurança e qualidade e assim, os candidatos tenham sucesso na hora de responder as questões que irão definir o futuro acadêmico”, explica.

Diferente da primeira aplicação da prova, ainda não é garantido o direito à gratuidade no transporte coletivo municipal, em Belém, e de parte da região metropolitana para os participantes da reaplicação. Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel) afirma que ainda aguarda por determinação das autoridades públicas, quanto a gratuidade dos ônibus nos dias de aplicação das provas.

Em relação ao trânsito, não ocorrerá nenhuma mudança nas vias próximas dos locais que aplicarão as provas. "Não houve solicitação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a esta Autarquia para dar apoio na organização e orientação do trânsito, nos acessos aos locais de prova", informa, em nota, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob).
 

Saiba mais detalhes sobre a aplicação do exame (Alynne Cid / O Liberal)

Cronograma

No primeiro dia do exame, o professor Danilo Aragão destaca que para a prova de redação é imprescindível ler os textos motivadores para entender o assunto a ser tratado na redação. É preciso identificar a situação-problema para encontrar uma solução cabível e expô-la na conclusão do texto. "Considerando a primeira aplicação, espera-se um tema ainda social e que aborde um direito básico que pode não atender a todos. Claro que essa é apenas uma aposta, por isso é sempre importante se atentar às leitura dos textos motivadores", explica o professor.

No dia 9, nos locais de prova, os portões serão abertos às 12 horas (horário de Brasília) e fechados às 13h. O início das provas será às 13h30 e o término, às 19h. Os participantes irão realizar as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias e redação; ciências humanas e suas tecnologias. Já para a segunda etapa do exame, no dia 16 de janeiro, os horários de chegada permanecem os mesmos, mas o de término é ás 18h30. Os candidatos terão cinco horas para concluir as provas de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias

 

(Karoline Caldeira, estagiária sob supervisão de Victor Furtado, coordenador do Núcleo de Atualidades)

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ