Projeto social transforma a vida de crianças e adolescentes através da música

O projeto é realizado há 10 anos com o intuito de democratizar a educação musical e formação humana, contribuindo com a inclusão sociocultural

Ândria Almeida
fonte

A música pode ser compreendida como um poderoso instrumento de transformação individual e de desenvolvimento de crianças e jovens. Neste contexto, um projeto social de Santarém, oeste do Pará, intitulado “Sementes Musicais” já proporcionou para mais de mil alunos, com faixa etária entre 6 meses a 17 anos, aprendizado musical nas mais diversas possibilidades. Esse aprendizado vai além de um contexto de vulnerabilidade social, pois traz também a sensação de pertencimento e a capacidade de, em meio à adversidade, voltar a sonhar.

Com o slogan “Música, afeto e transformação social”, o projeto, que funciona com um grupo de artistas voluntários, ficou sem realizar as aulas durante o ano de 2022, por falta de um espaço adequado para receber as crianças. Agora, o Sementes Musicais retorna às atividades como parceira de uma escola pública municipal da cidade.

No projeto, os participantes recebem aulas gratuitamente de violão, bateria, flauta-doce, teclado, dança jazz, clarinete, flauta transversal, danças urbanas, baixo, canto e coral.

No ato da matrícula, os alunos podem optar pelo instrumento que desejam aprender, no entanto, a opção pode ser alterada no decorrer do curso. Além dos instrumentos, todos os inscritos devem participar das aulas de canto-coral.

image Inscritos nos instrumentos também devem participar das aulas de canto e coral (Divulgação/ Arthur Azulino)

Para a aluna Maria Clara, de 16 anos, o projeto foi a oportunidade para descobrir o talento musical. Ela conta que começou a frequentar o “Sementes Musicais” no ano de início do projeto, em 2013. Maria iniciou com aulas de canto, mas também aprendeu a tocar flauta e se aventurou nas aulas de dança.

“O projeto foi meu refúgio desde pequena e foi lá que eu percebi que o meu artístico é meu lar. O projeto despertou a minha musicalidade e abriu diversas portas na minha vida. Sempre me senti muito acolhida e querida. Ali era minha rota de fuga para qualquer problema. Me sentia em casa e podia ser eu mesma”, contou.

Sementes Musicais

O projeto é realizado há 10 anos com o intuito de democratizar a educação musical e formação humana, contribuindo com a inclusão sociocultural.

Segundo Priscila Castro, coordenadora e idealizadora do “Sementes Musicais”, o nome foi escolhido por se tratar de uma metáfora, que faz menção à origem de um planta, que sugere que a música dará muitos frutos. “É como cuidar do amanhã daquele contexto comunitário. Tem como base a educação musical, a partir do ensino de instrumentos de cordas, sopro e percussão, e a prática de canto coral, visando despertar a musicalidade e desenvolver habilidades artísticas de crianças e jovens adolescentes”, explicou.

image Alunos do projeto fazem shows para a comunidade (Divulgação/ Vanessa Barros)

Ainda segundo Priscila, o projeto tenta de forma didática auxiliar na redução da violência social, exclusão cultural e na contribuição da democratização da educação musical no município de Santarém.

Inscrições

O projeto é aberto a toda a comunidade e os interessados podem se inscrever no começo de cada semestre. Desde a implantação, já foram realizados 7 shows de final de ano como socialização à comunidade, de 2013 a 2019.

Equipe de voluntários

O projeto dispõe de uma equipe técnica plural, tendo no corpo docente 15 profissionais, entre professores, estagiários, administrativos, uma coordenação pedagógica, projetista cultural, psicóloga, assessoria de comunicação e de mídias sociais; todos em regime de voluntariado.

Em 2021, o projeto funcionou de forma digital, parando as atividades no primeiro semestre de 2022 por que o modelo online não se adequou à realidade social e tecnológica dos alunos. Neste novo ano o projeto volta a ser presencial e com taxa de mensalidade simbólica.

Priscila Castro destaca a relevância do projeto como uma ponte de democratização da educação musical na cidade de Santarém; pelo diálogo da comunidade com as universidades por meio da produção acadêmica do que se vivencia no projeto, “além de Incentivo ao protagonismo infantojuvenil e Inclusão sociocultural. Para muito além da técnica do fazer musical, no Sementes é importante a valorização do processo individual do aluno, sua história, suas descobertas, seu talento, às vezes escondido pela falta de oportunidade, por isso não fazemos teste, é aluno quem deseja fazer música, descobrir sua musicalidade”, disse.

Oficinas

O repertório construído no projeto é bastante variado , executando-se músicas dos mais diversos estilos, no entanto, o destaque é dado para o estudo das músicas de artistas do tapajós e da amazônia como um todo.

O Sementes musicais já foi selecionado entre os 180 projetos sociomusicais do Brasil na I Bienal da Funarte que visa a formação da rede de iniciativas sociomusicais. Para acompanhar o Sementes ou obter mais informações para acessar os seguintes endereços: Facebook: @sementesmusicais;  Instagran: @projetosementesmusicais;  Email: sementesmusicaisstm@gmail.com ou  no celular: (93) 991522803/991766606.

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ