Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Programa 'Trilhando Caminhos': Transformando vidas por meio do esporte, cultura e lazer

Como ferramenta socioeducativa e de inclusão social, o Programa oferece aulas de futebol, capoeira, teatro, ballet, judô e corrida

O Liberal

Criado com o objetivo de contribuir com a melhoria da qualidade de vida, em Barcarena, o programa 'Trilhando Caminhos' tem como estratégia utilizar atividades esportivas, culturais e de lazer como impulsionadores para a formação integral, a prática cidadã e a convivência comunitária de crianças e adolescentes, entre 6 e 17 anos. A iniciativa é realizada pela Hydro Alunorte e executada pela empresa De Peito Aberto.

Como ferramenta socioeducativa e de inclusão social, o Programa oferece aulas de futebol, capoeira, teatro, ballet, judô e corrida. “Além do apoio nessas atividades, oferecemos atendimento psicossocial para alunos, familiares e comunitários, podendo ser liderança ou não, desde que tenham relação com o projeto”, destaca Rachel Starling, gerente geral de parcerias para o Desenvolvimento Territorial.

Desde 2020, cerca de 600 pessoas já foram beneficiadas pelo programa, sendo 200 por meio do atendimento psicossocial, totalizando 2.700 atendimentos sociais, entre aulas de dança, futebol, capoeira, teatro e acompanhamento social dos alunos, que inclui ações promovidas para ouvir e dar atenção aos problemas emocionais ou ao sofrimento mental.

“O projeto tem essa capacidade de dar protagonismo aos participantes, de fazê-los serem enxergados, escutados e de se sentirem cidadãos, com direitos a ter sua infância e adolescência respeitadas. Com o acompanhamento dos técnicos sociais, é possível olhar para esses jovens com um pouco mais de cuidado, percebendo qual a realidade deles e suas dinâmicas sociais”, conta Rachel.

O programa tem 10 núcleos de atividades em funcionamento, oito deles em parceria com comunidades como Águas Verdes, Bom Futuro, Burajuba, Fazendinha/Caripi, Vila do Conde, Vila Nova, Murucupi, e Renascer com Cristo, além da oferta dos espaços na Vila dos Cabanos e Cabana Clube. Atualmente, o projeto conta com 366 alunos matriculados e ativos. Já foram realizados, este ano, 519 atendimentos sociais.

Para este ano também estão previstas reuniões de acompanhamento com as famílias e com as lideranças comunitárias, retomada de aulas 100% presenciais em todos os núcleos, organização de eventos de integração em conjunto com voluntariado e/ou festividades das próprias comunidades, colônia de férias, ações socioeducativas e a abertura de novas vagas para turmas de judô, dança e corrida.

Essas turmas devem beneficiar cerca de 100 crianças e jovens. Um desses jovens é o Johnata William, de 19 anos. Em 2019, ele ingressou no projeto e permaneceu até 2021, quando completou 17 anos. Johnata afirma que sua vida mudou com a ajuda do projeto e aprimorou a prática do futebol com as experiências vividas. Atualmente, ele está estruturando um clube de futebol em Barcarena para ajudar crianças e adolescentes a seguirem neste sonho.

“Precisava disso na vida, o programa me mostrou o caminho da felicidade e eu pude seguir firme e forte no que eu acreditava e percebi a importância de continuar os estudos. Hoje, não sou um grande jogador de futebol como eu queria, mas me tornei uma pessoa melhor e um pequeno empreendedor, com a oportunidade de repassar para outros jovens minha pouca experiência de vida e incentivá-los a nunca desistir dos seus sonhos e sempre focar nos estudos”, finaliza orgulhoso Johnata.

Uma equipe formada por 10 profissionais que são moradores da região se dedica ao projeto. Entre eles a psicóloga Michele Moura, técnica social que realiza o atendimento socioemocional e que promove ações socioeducativas. “Ter a oportunidade de ajudar a mudar a vida de crianças e adolescentes em vulnerabilidade social foi o que me motivou a aceitar este desafio”, ressalta Michele.

Entre essas atividades está a avaliação do perfil socioeconômico dos beneficiários, apresentação do nível de vulnerabilidade, acolhimento, acompanhamento, encaminhamento para rede de parcerias, conforme demanda, e desenvolvimento das ações socioeducativas.

“Sou de uma família muito humilde do interior do Pará. Fui a primeira pessoa da minha família a entrar em uma universidade, estudei a vida toda em escola pública e me formei em universidade pública, tive êxito no mercado de trabalho, o que poucos conseguem e quero ajudar esses jovens a conseguirem seu lugar no mercado assim como aconteceu comigo”, finaliza.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ