Praia das Corvinas é boa opção para quem gosta de tranquilidade

A praia fica localizada no fim da Orla do Maçarico, onde não tem entrada de carros

João Thiago Dias

A tranquilidade também é uma opção para quem visita o município de Salinópolis, nordeste paraense, durante o mês de julho. No fim da Orla do Maçarico, uma ponte cercada por mangue é a entrada da Praia das Corvinas, lugar adequado para quem gosta de sossego. 

Diferente da praia do Atalaia, uma da mais movimentadas e com mais programações, a das Corvinas não tem acesso para veículos. Ela é mais frequentada por famílias com crianças ou idosos. 

Calçadão da praia das Corvinas (Ivan Duarte/O Liberal)

No fim da tarde deste sábado (06), a família Oliveira optou pela calmaria. "Somos do município de Primavera e decidimos passar o primeiro fim de semana na tranquilidade. Corvinas porque não tem trânsito. Não tem barulho. Dá para caminhar com essa boa brisa", disse Silvia Maria Oliveira ao lado do marido e da filha.

Família Oliveira (Ivan Duarte/O Liberal)

Ela também ficou satisfeita com a limpeza do município. "Já passei muitos veraneios em Salinas, mas esse ano a limpeza está de parabéns. O mangue todo limpinho. Além de mais segurança com policiais em várias áreas", acrescentou Silvia. 

Já a família Braga mora bem perto do município, em Capanema, e optou pelas Corvinas por conta das crianças. "É a melhor opção para passear com o Heitor, de 3 anos, é com o João Davi, de 4. Já à noite, é bom ir aproveitar a orla do Maçarico", disse a bióloga Jaqueline Braga.

Família Braga (Ivan Duarte/O Liberal)
Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!