Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Médico veterinário é preso no Pará por atuar em clínica clandestina

O homem de 40 anos foi autuado em flagrante na manhã desta terça-feira (18)

O Liberal

Nesta terça-feira (18) um homem de 40 anos, estudante de medicina veterinária - ainda sem identificação - foi autuado em flagrante em uma clínica clandestina de Marituba, pelo crime de exercício irregular da função, falsidade ideológica e divulgação ou prestação de serviços sem a qualificação. A ação ocorreu durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão pela Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (Demapa).

De acordo com informações do site Agência Pará, o estudante se passava por médico veterinário e realizava procedimentos cirúrgicos em cães e gatos, é o que afirma a delegada Adriana Magno, titular da Delegacia de Proteção Animal da Demapa, que coordenou as diligências. “Com a ação conseguimos dar uma resposta positiva no combate a essa prática de crime. Além de recebermos denúncia sobre a atividade irregular do estudante, descobrimos que outros animais que passaram pelo atendimento no local, tiveram complicações de saúde e evoluíram a óbito".

Na operação foram encontrados medicamentos, receitas e instrumentais de atendimento, além de remédios fora da validade, descumprido o código Resolução Nº 1.275, do Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Antônio Cruz, que faz parte da fiscalização do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Pará (CRMV-PA), destacou as irregularidades do estabelecimento e reforçou a falta do registro médico veterinário. “Durante nossa ação, encontramos diversas irregularidades no imóvel. Entre elas podemos destacar a falta de registro junto ao CRMV e falta de responsabilidade técnica. Também encontramos indícios da prática da medicina veterinária com desacordo com a resolução 1.275, que aponta as condições mínimas de funcionamento para atendimento clínico veterinário”, pontuou o fiscal.

A Polícia Civil instaurou um inquérito e apura o caso. Após ser ouvido em interrogatório, o estudante foi autuado e responderá o processo em liberdade. Os materiais apreendidos foram encaminhados à sede da Demapa para procedimentos cabíveis

Para denunciar qualquer conduta ilegal, é só fazer um boletim de ocorrência na Demapa ou por meio da Delegacia Virtual.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ