Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pescador que socorreu vítimas de naufrágio em Cotijuba vai ganhar uma casa nova; vídeo

Além da casa nova, o pescador Zezinho também contará a ajuda de uma vaquinha virtual realizada pelo Razões Para Acreditar

Paula Figueiredo

Após comover vários brasileiros com seu ato heroico ao salvar 50 pessoas da lancha Dona Lourdes II, que naufragou na Ilha de Cotijuba no dia 8 de setembro, o pescador José Cardoso Lemos, conhecido como "Zezinho", irá ganhar uma casa nova do empresário Fritz Paixão

VEJA MAIS

Naufrágio na Ilha de Cotijuba: pescador relata resgate de vítimas e fuga de suspeito
O primeiro homem que resgatou disse que estava tendo um infarto, mas saiu correndo e ele possivelmente seria o responsável pela embarcação

Naufrágio na Ilha de Cotijuba: 'Estávamos pescando e nos deparamos com essa tragédia', diz pescador
Pescadores localizaram a embarcação próximo à praia do Vai Quem Quer, em Cotijuba

Naufrágio na Ilha de Cotijuba: buscas por criança desaparecida chegam ao 14º dia
Até o momento, a menina é a única notificada por familiares que continua desaparecida no naufrágio que vitimou 22 pessoas, sendo 13 mulheres, seis homens e três crianças

A revelação da recompensa pela bravura foi anunciada em uma live feita na noite de quarta-feira (21), dias após o empresário iniciar uma busca pelo "herói sem capa". "Quando soube que o Zezinho vendeu sua casa para pagar um tratamento que salvaria a sua vida por conta de um acidente que sofreu com o seu barco, e nove anos depois este mesmo barco foi usado pra salvar a vida de 50 pessoas, entendi que Deus estava me usando pra compensar aquilo que ele temporariamente tinha perdido", disse ele ao publicar o registro.

Na transmissão, Zezinho contou que perdeu todo o seu material de trabalho ao socorrer as vítimas e que mesmo morando de aluguel, não quis receber nenhum valor oferecido pelas famílias. "Eu fui lá em Belém, as pessoas queriam me ajudar, mas eu não quis, fiz tudo de coração e amor ao próximo. Eu chorei porque eles queriam me pagar, mas não se paga por vida nenhuma", contou o pescador. 

"Eu vou te dar sua casa de volta, é o mínimo que posso fazer para compensar toda essa perda que você já teve e toda a vontade que você teve em ajudar tantas pessoas e famílias", afirmou Fritz ao anunciar que iria presentear o pescador, revelando, ainda, que uma ação do Razões Para Acreditar iria abrir uma vaquinha virtual para arrecadar doações para Zezinho

Relembre o relato do pescador

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão)

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ