Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Oeste do Pará vai ganhar Centro Tecnológico

A iniciativa de R$ 2,3 milhões, é parceria da Ufopa com a empresa Alcoa

O Liberal

A empresa de alumínio Alcoa e a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) estão avançando na parceria para implantar um Centro Tecnológico no Oeste do Pará. O investimento é de R$ 2,3 milhões, da Fundação Alcoa, e a Ufopa, com o recurso, iniciou a compra de equipamentos de última geração para os laboratórios. Com informações da Alcoa.

Pela parceria institucional, a Ufopa é responsável por viabilizar a compra dos insumos e equipamentos de última geração para os laboratórios de Geociências, beneficiando diretamente os cursos de Geofísica e Geologia, em Santarém, além do curso de Engenharia de Minas em Juruti.

No total, quatro laboratórios devem ser totalmente equipados para atender às demandas da universidade: Laboratório de Geoestatística, Planejamento de Mina e Simulação; Laboratório de Mecânica das Rochas e Solos; Laboratório de Geoquímica e Hidrogeoquímica e Laboratório de Métodos Potenciais.

“Recebemos os recursos da Fundação Alcoa agora em fevereiro de 2022 e o projeto tem que ser executado até julho de 2023. Essa parceria veio para fomentar a estruturação dos nossos laboratórios por meio da compra de equipamentos e insumos, para que possamos desenvolver as atividades de ensino, pesquisa, extensão e de inovação tecnológica com qualidade”, explica a professora Erica Cabral, do curso de Geologia.

Um dos principais objetivos da parceria é a aquisição de equipamentos de última geração para melhor desenvolver as atividades de pesquisas minerais. Por isso, a universidade está adquirindo um espectrômetro de absorção atômica, um magnetômetro, um gamaespectrômetro e um sismógrafo, além de computadores de alto processamento.

“Agora estamos esperando esses equipamentos chegarem ao Brasil. Como é um projeto de desenvolvimento científico e de inovação tecnológica, conseguimos junto ao CNPq a isenção de taxas e impostos sobre os equipamentos”, explica a docente Erica Cabral.

Em recente visita à universidade, o gerente de Relações Institucionais da Alcoa, José Haroldo Chaves Paula, conheceu o projeto, assim como os locais onde funcionarão alguns laboratórios em Santarém. De acordo com a Ufopa, ainda no primeiro semestre deste ano, também, serão apresentados os espaços no Campus de Juruti, que serão transformados em laboratório.

“Fiquei impressionado com o que foi apresentado sobre o projeto, tanto a estrutura quanto às informações, a transparência com que a Ufopa vem conduzindo esse projeto. Ficamos muito bem impressionados. O espaço aqui é maravilhoso. E a chegada desses equipamentos vai dar uma impulsionada nos cursos, na qualificação e nos trabalhos de formação que estão em andamento. A nossa expectativa é que esses recursos se transformem de fato em benefício para a comunidade acadêmica, e que a gente tenha profissionais de qualidade formados, que possam acessar posições em empresas da região com formação adquirida em Santarém, Juruti e em outros municípios onde a Ufopa está presente”, avalia José Haroldo.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ