Neste sábado (17), ocorre o Dia “D” de Campanhas de Vacinação no Pará

As vacinas disponíveis visam imunizar as pessoas contra diversas doenças

Cleide Magalhães

Neste sábado (17), acontece o Dia “D” de divulgação e mobilização no país da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite (Paralisia Infantil) às crianças de 1 ano a menores de 5 anos. Além da Campanha de Multivacinação, que oferece vacinas para a atualização da Caderneta de Vacinação para cerca de 20 doenças às crianças e adolescentes, de nove anos até menores de 15 anos de idade (aos 14 anos, 11 meses e 29 dias). 

Em Belém, além dessas duas campanhas, ocorre também o Dia “D” de Campanha de Vacinação contra o Sarampo, volta para pessoas de 20 a 49 anos. Todas as três campanhas seguem nas salas de vacinação do Pará e da capital, Belém, até o dia 30 de outubro.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), no Pará, a meta é vacinar pelo menos 95% do total de 595.688 mil crianças na Campanha contra a Poliomelite. Em Belém, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), 79.468 crianças devem ser vacinadas com a vacina Oral Poliomielite (VOP). Até quarta-feira (14), 656 doses foram aplicadas. Ainda na capital do Estado, não existe meta na Campanha de Multivacinação. Já contra o sarampo, a Sesma informa que a meta é vacinar quase 700 mil pessoas. Até esta quarta, 121.609 doses foram aplicadas na cidade.

Com receio de infecção pelo novo coronavírus, a advogada Ítala Noronha, 33 anos, evitou levar as crianças para atualização da Caderneta de Vacinação, desde o início da pandemia da covid-19. Mas, na manhã desta quinta-feira (15), ela decidiu ir com as pequenas Helena, de nove meses, e Maitê, 4 anos, à Unidade de Saúde para deixar a imunização das meninas em dia.

“Elas vacinaram contra o sarampo e algumas vacinas da Campanha de Multivacinação. Cada uma tomou três vacinas. Estavam com vacinas atrasadas devido medo de saímos de casa e deixamos para um momento melhor. A vacinação é sinônimo de criança saudável e, caso adoeçam, o caso fica menos sério. Estando imunizadas elas ficam mais livres para brincar e a gente fica mais segura”, afirma a advogada.

Sespa

A Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) informa que o objetivo comum das campanhas é reduzir o risco de reintrodução do poliovírus selvagem no país, atualizar a situação vacinal, aumentar as coberturas vacinais, diminuir a incidência das doenças imunopreveníveis e contribuir para o controle, eliminação e/ou erradicação das doenças.

As vacinas são enviadas pelo Ministério da Saúde ao Pará e distribuídas pela Sespa às Secretarias Municipais de Saúde. Para se imunizar, as pessoas devem apresentar a carteira de vacinação e documento de identificação nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), espalhadas pelos 144 municípios paraenses.

Poliomelite ou Paralisia Infantil

O público-alvo da campanha contra poliomielite são crianças de 1 ano a menores de 5 anos, que devem receber a Vacina Oral de Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses da Vacina Inativada de Poliomielite (VIP), do esquema básico de vacinação. Crianças menores de 1 ano (de 29 dias até 11 meses) devem ser vacinadas seletivamente com a VIP, conforme as indicações do calendário nacional de vacinação.

 

Multivacinação

A Campanha de Multivacinação tem o objetivo de atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes entre 9 e menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias). 

No calendário da criança, que inclui a imunização para até 10 anos de idade, são 14 vacinas no total: BCG, Hepatite B, Penta (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e poliomielite), Pólio inativada, Pólio oral, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Febre Amarela, Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), DTP (tríplice bacteriana), Hepatite A e Varicela.

No calendário do adolescente, há mais vacinas, além de reforços das imunizações feitas na infância: Hepatite B, Febre Amarela, Tríplice viral, Difteria e tétano adulto, DTPa, Meningocócica ACWY, HPV quadrivalente e Varicela.

 

Sarampo

A Sesma explica que, além da Campanha contra a Poliomelite e a Campanha de Multivacinação, a Secretaria realiza, desde 23 de março, a Campanha de Vacinação contra o Sarampo, voltada para pessoas entre 20 e 49 anos, uma vez que a vacina é a principal forma de prevenção e Belém enfrenta surto da doença.

Em Belém, todas as vacinas estão disponíveis nas salas de vacinação do município, dentro das Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta, das 8h às 17h. E, no sábado (17), ocorre o Dia “D” de vacinação para todas as três campanhas vigentes.

Vacinas disponibilizadas na Campanha de Multivacinação para crianças e adolescentes, de nove anos até menores de 15 anos de idade (aos 14 anos, 11 meses e 29 dias):


 14 vacinas às crianças:

- BCG
-Hepatite B
- Poliomielite  1,2,3  (VIP-inativada)
- Poliomielite  1 e 3  (VOP-atenuada)
-Rotavírus humano  G1P1 (VRH)
- DTP+Hib+HB (Penta)
- Pneumocócica 10 valente (Pncc 10)
- Meningocócica C (conjugada)
- Febre Amarela (Atenuada)
- Sarampo, Caxumba, Rubéola (SCR)
- Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela (SCRV)
- Hepatite A (HA)
- Difteria, Tétano, Pertussis (DTP)
- Varicela.


 6 vacinas para os adolescentes:

- Hepatite B (HB recombinante)
- Difteria, Tétano (dT)
- Febre amarela (Atenuada)
- Sarampo, Caxumba e Rubéola (SCR)
- Papilomavírus humano (HPV)
- Vacina Meningocócica ACWY.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ