Meningite: Conheça as sete vacinas recomendadas e que estão disponíveis no SUS

São mais de 49 mil salas de vacinação espalhadas por todo o Brasil

Dilson Pimentel
fonte

Sete vacinas contra a meningite são recomendadas e estão disponíveis por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) nas mais de 49 mil salas de vacinação espalhadas por todo o Brasil. A vacinação ainda é considerada a forma mais eficaz na prevenção. Saiba quais são as vacinas recomendadas e disponíveis.

VEJA MAIS

image Meningite: cobertura vacinal no Pará contra a doença é de apenas 42,45%
A meta é atingir 95% do público-alvo; Sespa segue incentivando a vacinação

image SP confirma mais duas mortes por meningite; pacientes tinham 20 e 22 anos
Prefeitura descarta relação dessas mortes com o surto que afeta Vila Formosa e Aricanduva

image Prevenção contra a covid-19 pode ter reflexo direto na queda no número de casos de meningite
Pará teve declínio de notificações de meningite em 41,76% em 2020, se comparado com 2019

Vacinas disponíveis no SUS

  • BCG: protege contra as formas graves da tuberculose, inclusive a meningite tuberculosa. Esquema vacinal: dose única (ao nascer);
  • Penta: protege contra as doenças invasivas causadas pelo Haemophilus influenzae sorotipo B, como meningite e também contra a difteria, tétano, coqueluche e hepatite B. Esquema vacinal: 1ª dose aos 2 meses de idade; 2ª dose aos 4 meses de idade e 3ª dose aos 6 meses de idade;
  • Pneumocócica 10-valente (Conjugada): protege contra as doenças invasivas causadas pelo Streptococcus pneumoniae, incluindo meningite. Esquema vacinal: 1ª dose aos 2 meses de idade; 2ª dose aos 4 meses de idade e reforço aos 12 meses de idade;
  • Pneumocócica 23-valente (Polissacarídica): protege contra as doenças invasivas causadas pelo Streptococcus pneumoniae, incluindo meningite. Uma dose é suficiente para conferir proteção contra os sorotipos dos pneumococos contidos na vacina. É disponibilizada para toda a população indígena acima de 5 anos de idade, sem comprovação da vacina pneumocócica 10-valente (Conjugada). Para a população a partir de 60 anos de idade (institucionalizada), a revacinação é indicada uma única vez, devendo ser realizada 5 anos após a dose inicial;
  • Pneumocócica 13-valente (Conjugada): protege contra as doenças invasivas causadas pelo Streptococcus pneumoniae, incluindo meningite. Essa vacina é disponibilizada nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs) para os seguintes grupos especiais: indivíduos ≥ 5 anos de idade, incluindo adultos nas condições de HIV/Aids, paciente oncológico, transplantados de órgãos sólidos e transplantados de células-tronco hematopoiéticas (medula óssea);
  • Meningocócica C (Conjugada): protege contra a doença meningocócica causada pelo sorogrupo C. Esquema vacinal: 1ª dose aos 3 meses de idade; 2ª dose aos 5 meses de idade e reforço aos 12 meses de idade;
  • Meningocócica ACWY (Conjugada): protege contra a doença meningocócica causada pelos sorogrupos A, C, W e Y. Esquema vacinal: uma dose em adolescentes de 11 e 12 de idade, a depender a situação vacinal. 

Vacina para crianças não vacinadas 

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) também está disponibilizando a vacina meningocócica C para crianças até 10 anos de idade não vacinadas e para trabalhadores da saúde. Da mesma forma, a vacina meningocócica ACWY está sendo ofertada temporariamente para adolescentes não vacinados de 11 a 14 anos de idade.

A vacina meningocócica ACWY (Conjugada) está disponível no Calendário Nacional de Vacinação para adolescentes de 11 e 12 anos. Mas, até junho de 2023, adolescentes de 13 e 14 anos de idade também poderão se vacinar.

A ampliação tem como objetivo reduzir o número de portadores da bactéria em nasofaringe. A faixa etária com maior risco de adoecimento são as crianças menores de um ano de idade, no entanto, os adolescentes e adultos jovens são os principais responsáveis pela manutenção da circulação da doença.

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ