Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mais de 800 cestas básicas são entregues no 2º dia de missão humanitária no Marajó

A "Missão Humanitária 2022 - Expedição dos Pioneiros", realizada por voluntários da Assembleia de Deus, é realizada no município de Melgaço

Rosivaldo Almeida / Especial O Liberal

Quando o dia clareou, nesta quarta-feira (15), já havia milhares de pessoas nas ruas do Melgaço, no Arquipélago do Marajó. Famílias inteiras queriam garantir cestas básicas, que continuaram a ser entregues no segundo e último dia de ação da "Missão Humanitária 2022 - Expedição dos Pioneiros", organizada pela Assembleia de Deus em Belém. Foi mais uma chance de voltar para casa com alimentos, já que nem todos puderam ser contemplados com a visita nas residências. Mais de 800 cestas foram entregues à população. 

“Eu tava atrasada. Fiquei vendo todo mundo passar na porta de casa e não entendia porque ninguém parava pra conversar comigo e entregar a cesta [básica]”. O depoimento é de Silvana do Amaral, uma entre tantas pessoas que fazem parte das 95% da população que não têm emprego formal. Depois de quase duas horas de espera, ela disse que voltaria para casa e que já tinha a frase na ponta da língua, quando retornasse para junto dos familiares. “Eu não disse? Tem que acreditar, mas também tem que correr atrás. Às vezes a benção não vem bater na nossa porta, mas nós temos que mostrar interesse por ela”, finalizou Silvana, aliviada por ter sido contemplada na ação. 

Simultaneamente, um grande evento foi organizado para crianças e adolescentes no ginásio da cidade. Uma manhã inteira de contação de histórias, brincadeiras, sorteio de brindes e atividades lúdicas foram pensados para a garotada. Alguns pais e responsáveis também puderam participar. 

Missão humanitária em Melgaço

“Eu pensei que ia ter gente famosa aqui. Queria tirar uma foto com a Barbie e com a Ariel [a pequena Sereia, do desenho animado, produzido pela Disney]. Mas eu tô gostando mesmo assim. Já ri muito com as histórias e tô ansiosa para poder brincar lá fora, no pula-pula”, disse a estudante Fernanda Arielly de Souza, 10 anos.

A atividade lúdica com as crianças e adolescentes fazem parte do plano de melhoria nas falhas graves que o município de Melgaço apresenta no quesito educação. De acordo com o IBGE, 15% da população com mais de 15 anos não sabem ler ou escrever. Outra grande parte é analfabeta funcional. A falta de conhecimento entre os moradores, especialmente, os mais jovens, refletem diretamente na produção econômica da cidade. E é justamente isso que pretende ser resolvido com a permanência do Impacto Humanitário. 

Monomotor

Na orla da cidade, um acontecimento inédito chamou a atenção de todos. Um monomotor aquático aterrissou na praia, em frente à orla da Cidade, trazendo um casal de médicos. O evento simboliza o trabalho de combate à doenças que vai ser implementado em Melgaço, como uma das estratégias para melhorar o índice de desenvolvimento humano, que no último censo do IBGE, foi considerado o pior do país. 

Após a chegada da aeronave e oração com os membros da Assembleia de Deus, os voluntários da expedição Impacto Humanitário ocuparam as ruas em motos, carros, bicicletas e a pé. Começava a inauguração de templos e casas construídas pela igreja. A cada obra entregue um momento de emoção.

O autônomo, Miguel Miranda, de 50 anos, foi o primeiro a ter a casa inaugurada e não conteve a emoção. “Só Deus sabe o sentimento que tem dentro do meu coração. Algo que eu não esperava, mas sonhava todos os dias. A única certeza que tenho é que a minha casa é o único bem que eu tenho e vou poder deixar pra minha família. Eles merecem o melhor e eu ficava triste quando via que não podia dar o que eles queriam. Obrigado a essa equipe, a essa igreja. Queria que mais igrejas tivessem essa consciência de ajudar os outros”, pondera. 

Três igrejas também foram construídas e entregues para as lideranças espirituais e também para comunidades de Melgaço. Em todos os locais, a caravana da Expedição Impacto Humanitário fez festa.

Todo mundo queria uma foto, gravar video e expor nas redes sociais o resultado de dias intensos de trabalho para que no futuro, pessoas deram tratadas e atendidas na área espiritual. Apesar do sol escaldante e da sensação térmica que beirava os 40 graus, não faltou pique, animação e alegria para os voluntários que acompanharam e participaram ativamente de todas as cerimônias. 

Após 5 horas de intensa programação, os voluntários fizeram uma pausa para o almoço e se despediram com um culto na Orla de Melgaço. Louvores foram cantados e uma oração profética feita para que Deus abençoe a cidade e dê um futuro de paz e prosperidade para todas as pessoas que moram  no Arquipélago do Marajó. Os voluntários pioneiros do Impacto Humanitário deram um “até breve” aos moradores com uma salva de palmas e a decolagem do monomotor que pintou o céu com voo, marcante um novo tempo para a pequena cidade, com apenas 28 mil habitantes e índices tão alarmantes. 

A expedição Impacto Missionário volta à capital na noite desta quarta-feira, 15, e deve desembarcar em um porto no bairro do Jurunas, na manhã de quinta-feira, 16. 

Parcerias

A assembleia de Deus também pretende estreitar relações com instituições como Federação das Indústrias do Estado do Pará e Serviço Social da Indústria, SESI. Até sexta-feira, 17, o SENAI oferece para a comunidade, o Curso de Manuteção de Motor de Popa. E no mês que vem, será ministrando o curso de Costureiro Industrial. Até 2023, serão realizados cursos do SENAI nas áreas de Construção Civil, Técnico Administrativo e Informática.

Reconstituição e celebração dos 111 anos

Está confirmado para domingo, 18, o tradicional teatro de reconstituição para relembrar a chegada dos pioneiros da Assembleia de Deus em Belém. A programação começa às 9h, na Escadinha do Porto de Belém. A ação envolve cerca de 50 mil pessoas, vindas de navios e vestidas em trajes de época do século XX.

Na noite do mesmo dia, haverá a grande celebração dos 111 anos no Centenário Centro de Convenções. No dia 18 de junho, será a celebração dos 111 anos no Centenário Centro de Convenções e, no dia 21 de junho, ocorre o encerramento das comemorações no Centenário Centro de Convenções, na Av. Augusto Montenegro.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ