Loja de vestuário faz ação colocando roupas para doação

"Admiro o respeito que a população tem quando passam na frente da caixa. Quem não precisa, não pega."

Redação Integrada

Há duas semanas, Gisele Almada, de 28 anos, empresária no ramo de vestuário no centro comercial de Bragança, nordeste paraense, resolveu fazer algo diferente. Ela tomou a iniciativa de colocar as roupas que não são vendidas em uma caixa em frente à sua loja para doação. "Qualquer pessoa pode pegar. Existem tantas lojas por aqui que preferem deixar as roupas no depósito ao invés de doá-las. Então resolvi que todas as vezes que eu tiver uma quantidade de produtos que não são vendidos, vou colocá-los em frente à loja para quem precisar", disse a empresária.
Ela também afirmou que essa ação também ajudou muitas pessoas que passaram por enchentes e alagamentos no município. "Muitas pessoas que passaram por dificuldades, vieram aqui e pegaram o que precisavam. Admiro o respeito que a população tem quando passam na frente da caixa. Quem não precisa, não pega. As pessoas precisam de mais ações simples como essa", comenta.
Gisele disse que as roupas ficarão à disposição até a caixa secar, mas que sempre manterá o compromisso da solidariedade com o próximo.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!