Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Lixo e fezes são flagrados em praia de Salinas e imagens viralizam nas redes sociais; vídeo

Prefeitura de Salinópolis diz que tem investido em educação ambiental. Em Belém, praias não terão novo teste de balneabilidade ainda em julho

Camila Guimarães

No último fim de semana de julho, um vídeo viralizou nas redes sociais, no qual um banhista flagrou a presença de fezes na praia do Atalaia, uma das praias mais famosas do verão paraense, a em Salinópolis, nordeste do estado. Nas imagens, o banhista debocha: “nunca mais falarem mal de Outeiro”. Outros flagrantes de sujeira nas praias de Salinas tem sido frequentes.

Após o último fim de semana, por exemplo, veranistas flagraram o lixo espalhado pela areia da praia do Atalaia, podendo ser identificado objetos como garrafas de vidro, papel, sacolas plásticas e latinhas de cerveja, entre outros itens.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Salinas (Semmasal), se pronunciou sobre o assunto, em nota enviada à redação integrada de O Liberal. O órgão afirma que tem trabalhado junto a parceiros para incentivar a educação ambiental das pessoas que visitam as praias:

“Estamos trabalhando com a Educação Ambiental junto com parceiros de cooperativas e grupos de catadadores, na praia do Atalaia, junto com casas de show, restaurantes e outros”, diz a nota. 

Além do incentivo, a prefeitura também diz que tem investido em locais adequados para a destinação do lixo: “Estamos em parceria com Intitutos que doaram bike e containers para lixo reciclavel  e que foram espalhados em pontos estratégicos: pela Orla do Maçarico,  Praça do Pescador, que dá acesso Praia do Espadarte, Praia das Corvinas etc.”.

A Secretaria confirma que maior parte do lixo que é despejado irregularmente nas praias são de consumo comum, como plástico, vidro e latinha de alumínio e que esses materiais passarão por um processo de reciclagem.

 

Praias de Belém têm risco de má qualidade

Ainda no dia primeiro de julho, a prefeitura de Belém havia publicado uma relação de praias cujo teste de balneabilidade apontou como impróprias para banho, sendo elas: as praias do Paraíso, Baía do Sol, São Francisco, Grande e praia do Murubira, no distrito de Mosqueiro; a praia do Cruzeiro, no distrito de Icoaraci e praia Grande, na ilha de Outeiro.

Na mesma ocasião, foram consideradas próprias para banho todas as praias da ilha de Cotijuba; as praias da Brasília e do Amor, na ilha de Outeiro, as praias do Areão, Ariramba, Chapéu Virado, Farol e Marahu na ilha de Mosqueiro.

Nesta terça-feira, 19, já na segunda metade do mês, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Belém informou que não há atualizações sobre a qualidade das praias para o veraneio: “Em função da presença de um grande número de pessoas nas praias, principalmente de Mosqueiro e Outeiro, é inviável atestar se houve melhora nos níveis de balneabilidade. A Semma informa, ainda, que a verificação de balneabilidade requer novos testes laboratoriais, que só devem ser realizados novamente em novembro deste ano”.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ