Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Frutas e legumes estão menos nutritivos, apontam pesquisas; entenda

A agricultura sustentável contribui para redução de doenças em seres humanos e desequilíbrio ecológico. Tratamento do solo com matéria orgânica melhora sua estrutura e dá origem a produtos com maior valor nutricional

Fabyo Cruz e Camila Guimarães

Frutas e legumes estão menos nutritivos do que costumavam ser há 70 anos, apontam estudos apresentados em uma reportagem da revista National Geographic. As pesquisas indicam que a origem do problema está nos processos agrícolas modernos, que aumentam o rendimento das colheitas, mas perturbam a saúde do solo. Esses problemas ocorrem no contexto das mudanças climáticas e dos altos níveis de dióxido de carbono. Neste cenário, a agricultura sustentável contribui para diminuição de doenças em seres humanos e desequilíbrio ecológico.

Os impactos ambientais interferem intimamente na produção e qualidade dos alimentos com a redução de nutrientes essenciais para saúde, afirma a nutricionista Beatriz Garcia, especialista imunonutrição, nutrigenômica e fitoterapia. Na Amazônia, esses impactos como degradação do solo, uso de recursos naturais, perda da biodiversidade, poluição do ar, água e solo têm intensificado. “Temos uma agricultura mercantilista com métodos artificiais, uso de hormônios visando a demanda, mas acima de tudo o lucro, o lado negativo nisso tudo são os impactos ambientais e na saúde”, comenta a especialista.

Fome: Pará tem 61,2% dos domicílios em condição de insegurança alimentar
Conselho Regional de Nutricionistas lança campanha de combate à fome alusiva ao Dia Mundial da Saúde e Nutrição

 

Alimentos com alto poder nutricional; pesquisa da UEPA aponta exemplos da Amazônia
As chamadas "comidas poderosas" têm grande concentração de proteínas, vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e outros compostos essenciais para boa saúde

Beatriz explica que os alimentos orgânicos possuem um papel importante por proporcionar um modelo de agricultura sustentável e saudável, ao usar estratégias ecológicas para produção. De acordo com a nutricionista, eles não possuem agrotóxicos, que são substâncias artificiais capazes de proporcionar doenças às pessoas e desequilíbrio ecológico, que é o caso do nitrato, composto cancerígeno que contamina o solo e água. A especialista diz que há diversas medidas ambientais que ajudariam a reduzir os impactos ambientais e destaca a importância da conscientização do que comemos e as consequências que são geradas no meio ambiente. 

Os impactos ambientais interferem intimamente na produção e qualidade dos alimentos com a redução de nutrientes essenciais para saúde, afirma a nutricionista Beatriz Garcia (Divulgação da profissional)

Consumo de orgânicos cresce 63% e é opção mais saudável
Busca por produtos que reforçam a saúde está entre principais motivações. Porém, preço maior ainda é obstáculo, aponta pesquisa sobre o setor.

Preços de alimentos podem subir no Pará com impacto climático no país
Representante das redes de supermercados afirma que consumidores podem notar altas semana que vem


Os benefícios da agricultura familiar agroecológica

A produtora rural Ana Conceição, 21 anos, é participante da Associação de Mulheres da Agricultura Familiar do Curuçambá e Região (AMAFCR). Há dois anos, ela vive na propriedade que herdou do pai, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém (RMB), onde produz chicória, alface, cheiro verde, cebolinha e alfavaca. Lá também são plantados feijão verde de corda, jambu e couve. “Desde quando meu pai trabalhava na roça, ele não usava esses venenos, ele dizia que tinha medo. A gente também não usa. Se você for ali, você vê um monte de couve furada, tem lesma, tem bicho, porque a gente não usa”, comentou.

Procon elabora nota sobre fiscalização de suco Del Valle Fresh no Pará
"Rotulagem é uma ferramenta nutricional do consumidor e a produção industrial de alimentos e que está amparada por lei", diz especialista da Sesma

Confira 4 alimentos ditos 'saudáveis' que podem atrapalhar na hora de emagrecer
Mesmo com fama de benéficos, alguns alimentos podem ter muitas calorias; veja quais

O cuidado que ela tem é proteger da chuva, “porque a chuva mata mesmo”, diz a produtora. Se não tiver plásticos para colocar sobre a produção, tudo morre. Ele falou sobre a importância da utilização do adubo natural. “A gente se preocupa com a qualidade desse adubo. A maioria do adubo que vem mata as verduras. Às vezes vem mais serragem, do que merda de galinha. A gente não usa muito adubo químico, só de galinha mesmo. Tem uma diferença no resultado final, ele fica bonito e saudável”, garantiu.

“O comer não é só um ato fisiológico, é agrícola, político, ecológico e social. Devemos estar atentos ao que colocamos na mesa, ao nosso consumo, à origem e/ou produção do alimento, nos tornar mais críticos na escolha do que vamos comer e reduzir os impactos ambientais. E também exigir que nossos representantes políticos cobrem dos produtores de alimentos que respeitem as leis ambientais, que sigam uma produção ecológica. Além de apoiar a agricultura familiar e o consumo de alimentos orgânicos e as propostas de produção de alimentos regionais que minimizam o desperdício de energia e transporte”, afirmou Beatriz Garcia.

Ana conta que as consultas e orientações da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) têm sido  importantes para o desenvolvimento adequado de sua produção. Segundo Wanderley Ribas, técnico em agropecuária da Emater, a principal queixa da produtora era referente à adubação química, que ela argumentava matar ou não dá a resposta necessária para a hortaliça, além de possuir preço elevado e aumentar a concentração de pó de serra. Foi então que o especialista a orientou para uma outra alternativa.

Tratamento do solo com matéria orgânica melhora sua estrutura e dá origem a produtos com maior valor nutricional, diz especialista (Everaldo Nascimento)

“Isso, com a relação de carbono e nitrogênio, termina o carbono consumindo o oxigênio da planta. E ao invés de contribuir com a nutrição da planta, vai matando. A solução foi fazer o composto orgânico, pegando essa mesma cama de frango e transformá-la, deixando que os microrganismos se transformassem. E leva um tempo para elas adequarem o ciclo do composto ao ciclo da cultura. Aqui elas ainda vão começar”, explicou o técnico em agropecuária. Wanderley diz que os produtores rurais atendidos pela Emater usam mais a matéria orgânica que o adubo químico. Esse último só é utilizado em caso de extrema urgência.

Onde fazer doações de alimentos, roupas, brinquedos e itens de higiene pessoal?
Confira os locais mais indicados para deixar os alimentos não perecíveis e ajudar outras pessoas

Comida é insuficiente para 24% dos brasileiros; revela Datafolha
A chamada insegurança alimentar é mais evidente entre os mais pobres

Ao ser perguntado ser perguntado se os produtos da produção familiar podem ser mais nutritivos que os da indústria, o especialista respondeu:

“Conseguimos produtos com maior valor nutricional porque a forma de tratamento do solo é com matéria orgânica, que vai melhorar a estrutura do solo. Por exemplo, essa matéria que a gente tá vendo aqui, como cama de frango, vai ser transformada com a ação dos microorganismos, daqui a um ou dois meses, vai trazer toda a propriedade que a planta precisa. Diferente do sistema mais industrializado, que você vai estar passando para o produto de forma química, como se fosse uma injeção na veia. Aqui não, aqui é como se fosse uma vitamina. Então, seguramente, se você pega uma cultura daqui e consome, e pega uma industrializada, com o tempo você vai perceber que quem está utilizando do sistema tradicional vai ter mais benefícios”, concluiu o especialista.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ