Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Empresário é chantageado após receber nudes de suposta adolescente

O empresário recebeu nudes de uma adolescente que disse ter 15 anos. Após o envio das imagens, a suposta adolescente e o pai passaram a extorqui-lo.

Ândria Almeida

Um empresário santareno afirma que foi extorquido após cair no chamado “golpe dos nudes” nas redes sociais. De acordo com a versão dele, tudo começou após manter conversas íntimas com uma adolescente de 15 anos no WhatsApp. Logo após o envio das imagens e de nudes, o empresário foi chantageado por um homem que se identificou como pai da menina.

O familiar da adolescente teria pedido três mil reais para não denunciar o empresário por pedofilia.  Após fazer a transferência do valor e receber novos pedidos de dinheiro, o empresário denunciou o crime de extorsão, na manhã desta quinta-feira (22), na 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Santarém.

O empresário, que pediu para não ser identificado, contou que recebeu mensagens de uma moça, e após algumas mensagens, houve o envio de nudes [fotos íntimas] da moça para ele, na sequência, ela teria revelado ter apenas 15 anos de idade. O que o empresário não esperava é que o suposto pai da adolescente fosse entrar em contato para chantageá-lo. 

O primeiro pedido foi de R$ 3000, para pagar uma televisão e Notbook que a suposta adolescente teria quebrado na hora que o pai foi questionar a conversa com o empresário, a vítima de extorsão enviou um pix no valor pedido com receio de ser denunciado na delegacia.  Logo após a transferência desse valor, o suposto pai pediu mais dinheiro, o empresário ficou de depositar no sábado, mas os pedidos foram se intensificando. 

Para dar ainda mais realidade ao golpe, uma segunda pessoa, que se identificou como advogado da família da suposta menor, mandou mensagem ameaçando.

“Se o senhor me bloquear ou não vier falar comigo, vou entrar em contato com seus familiares em seguida estarei entrando em contato com a Delegacia de Polícia da sua cidade para decretar a sua prisão preventiva, já temos todos os seus "dados cadastrais". Então não tem como o senhor fugir ou o senhor resolve numa boa para nós guardar em sigilo total, sem ninguém saber, sem precisar envolver a polícia civil e nenhum membro do Poder judiciário ou a gente dá seguimento no processo e o senhor será acusado no crime de Pedófilia infantil, abuso a criança, mais uma corrupção de menor, na pena de 8 a 15 anos de prisão preventiva”, escreveu o chantageador. 

Em outro trecho do diálogo com o suposto advogado, ele dá um prazo para que o dinheiro seja depositado.

“…vou tentar mais uma vez se o senhor não me atender para a gente resolver e por uma pedra em cima dessa história a família da criança vai entrar em contato com seus familiares, com seus amigos aonde o senhor mora e nós vamos nos locar para a delegacia de polícia dar início no processo contra sua pessoa creio que em 24 horas eu ponho o senhor dentro de uma prisão”, dizia o texto.

Acuado, o empresário foi até a delegacia de polícia de Santarém e denunciou ter caído em um golpe.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ