Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Empresária conta que saiu do Maranhão para Barcarena em busca de oportunidades

Com a oportunidade de construir uma nova história, 'Laurinha' conquistou o que ela considera presentes valiosos: família e trabalho

Larissa Costa/ Especial para O Liberal

De gata borralheira a princesa. Dessa forma, bem-humorada e “despachada”, características marcantes de Laura Amélia Marques, mais conhecida como Laurinha, ela traduz sua transição do Maranhão para o Pará, mais precisamente Barcarena, em busca de oportunidades.

Laurinha tem 58 anos de idade e faz parte do time dos veteranos da cidade, moradores que chegaram com o início do projeto Albras e Alunorte. “Eu vim me aventurar no Pará. Saí do Maranhão visando oportunidade de melhoria de vida, já que vim de uma família tradicionalmente muito simples”, contou. Em Belém, Laurinha trabalhou como babá e logo depois conheceu Modesto da Costa, maranhense como ela. Ele trabalhava na Albras e mais tarde se tornou seu esposo.

Com o casamento, o casal migrou para Barcarena em 1989. Na cidade, Laurinha empreendeu, formou dois filhos e exerceu um mandato como vereadora, em 2009. “Barcarena me deu o que eu considero mais precioso: oportunidades”, afirma. Com a oportunidade de construir uma nova história, Laurinha conquistou o que ela considera presentes valiosos: família e trabalho. “A aprovação dos meus filhos no vestibular e a minha aprovação pelo povo nas urnas foi o que mais marcou a minha trajetória nessa cidade”. E completa: “São sensações diferentes, mas muito fortes”.

Na cidade de Barcarena, Laurinha se deparou com uma nova realidade de vida, diferente da vivida na cidade de origem: “Quando cheguei aqui era tudo muito chique. Pela empresa tínhamos todo suporte, era tudo o que a gente sempre sonhou! Viemos morar nessas casas da empresa, toda montada”, descreve Laurinha sobre o início de tudo.

Enquanto o esposo trabalhava como Mecânico na Albras, Laurinha deu início ao seu sonho de empreender. “Comecei a vender de porta em porta e em julho de 1989 abri minha própria empresa, sem ter conhecimento, mas tive coragem!”, se orgulha.

A princesa surgiu e logo virou rainha das damas de Barcarena. Isso porque com a loja Barca Stock vestia as mulheres mais chiques da cidade, geralmente esposas de gerentes da empresa. O negócio inicialmente funcionava em um espaço alugado, mais tarde ela conquistou o prédio próprio, o que a motivou a fazer uma promessa como agradecimento:

“Eu prometi que a partir daquele dia eu iria fazer uma festa beneficente no dia do meu aniversário e tudo o que eu arrecadasse seria para dar para alguém que precisasse”. Começou assim a tradicional festa de aniversário da Laurinha, muito conhecida pelos moradores da Vila dos Cabanos.

Atualmente, Laurinha é funcionária pública da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Tecnologia, e trabalha com a Sala do Empreendedor. “É tudo o que eu me identifico: pessoas, abertura de empresas, linhas bancárias”, comenta. A loja Barca Stock ainda existe, mas segundo Laurinha o comércio no seu segmento já não é mais como antes. “Ainda não me adaptei com a realidade das lojas virtuais, gosto do contato olho no olho”, afirma.

Para Laurinha, Barcarena é para ficar! “Meu desejo é continuar aqui e que meus netos cresçam nesse lugar também, porque apesar dos pesares ainda é uma boa cidade para se viver”, finaliza.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ