Em fase de conclusão, Governo do Pará lança site de transparência de dados sobre o coronavírus

Ferramenta reúne informações mais precisas sobre os casos de covid-19 no Estado e busca tornar mais clara as medidas tomadas para conter a pandemia

Cleide Magalhães

O primeiro caso do novo coronavírus, a covid-19, foi confirmado no Pará, ocorrido em Belém, há 20 dias, em 18 de março. E na noite desta terça-feira (7), o governo do Estado, por meio da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa), colocou no ar o Portal da Transparência da Covid-19.

LEIA MAIS:
Sespa ainda aguarda técnicos para montar equipamentos de testes da covid-19

Primeiro caso de coronavírus é confirmado no sistema penal do Pará
Pará tem 154 casos do novo coronavírus; 31 confirmados só nesta terça

O site ainda não está concluído. A previsão de conclusão é para a próxima segunda-feira (13). Porém, o endereço já contém informações oficiais com vertentes que interessam à população e ao gerenciamento governamental relacionados à pandemia da covid-19 no Pará.

Transparência à prova


Na última sexta-feira (3), o governo do Pará foi criticado por não dar maior transparência em seus dados durante a pandemia. "O Pará é o estado do Brasil com menos transparência em relação aos dados divulgados sobre o novo coronavírus (covid-19)", apontou levantamento realizado pela organização Open Knowledge Brasil (OKBR).

Para realizar o levantamento, foram levados em consideração três pontos entre as informações divulgadas em portais dos governos estaduais: conteúdo, formato e nível de detalhamento.

Segundo avaliação, ao longo desse tempo, a população não tinha acesso a informações básicas. Os dados vinham sendo tratados apenas por meio da imprensa: praticamente todos os dias o governo do Estado tem realizado coletivas, transmitidas ao vivo pela internet e por redes sociais. Além disso, a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) tem emitido boletins diários, às 11h e às 17h, na página da Agência Pará, espaço de notícias oficiais do governo do Pará.

Apoio à gestão 


Segundo Marco Brandão, presidente da Prodepa, que desenvolveu o sistema, a companhia não criou o site movido pelas críticas. Segundo Brandão, o órgão já havia despertado, há alguns dias, para a necessidade de criação da ferramenta.

"Estávamos mais voltados à diminuição dos problemas de saúde mesmo. E ainda estávamos definindo como seriam alimentadas as informações no sistema. O governo do Estado levou o site ao ar com objetivo principal de dar transparência à gestão, ao apresentar as informações na área da saúde e na aquisição de equipamentos e bens de serviços adquiridos. Elas vão ser implementados ao longo do tempo em que permanecer a problemática da pandemia", esclareceu Brandão.

Informações em saúde e dados 


Dessa forma, o site conta com duas vertentes, como explica o presidente da Prodepa. "A primeira vertente oferece informações à população e aos municípios com dados dos casos, orientações de cuidados, sintomas, higiene e prevenção da covid-19. A outra vertente tem foco gerencial, pois traz gráficos e outros dados que vão servir para a Sespa gerenciar os casos e tomar as medidas necessárias com alicerce de dados para gerenciamento governamental. O conteúdo é atualizado todos os dias, no final da tarde, e alimentado pela Sespa, pela Secretaria de Comunicação (Secom) e pela Secretaria de Planejamento e Administração do Estado do Pará (Seplad)", afirma Brandão.

Segundo a Prodepa, foram necessários cinco dias intesivos de trabalho para colocar o site no ar. E boa parte do trabalho ainda não está finalizada. Até a próxima segunda-feira (13), a Prodepa vai incluir o link "Aquisição de Bens e Serviços". Também estarão disponíveis apenas na próxima semana os gráficos das curvas dos casos no Pará, bem como os casos confirmados, suspeitos e em análise por municípios paraense, além dos números de leitos por municípios, e os números das testagens feitas por município em todo o Pará.

Portal será concluído até segunda-feira (reprodução)

 

Hoje, na página principal, consta o "Balanço Covid-19 no Pará", que traz os dados de casos confirmados, suspeitos em análise, descartados e as mortes ocorridas. Logo abaixo, estão informações sobre o que é a doença e os sintomas, como tosse, febre e dificuldade de respirar.

Na sequência ,estão orientações sobre como se prevenir: lave suas mãos com água e sabão; evite contato com outras pessoas; Se puder, fique em casa; evite levar a mão ao rosto; higienize sua mão com álcool gel; se puder, evite viajar e limpe seus objetos pessoais.

Ainda na parte superior da página principal há um link, que leva o internauta para outros links: "Legislações e Orientações", que contém as legislações pertinentes ao enfrentamento da emergência em saúde pública de importância internacional, decorrente do novo coronavírus (covid – 19/Síndrome Respiratória Aguda Grave – Srag) e orientações atinentes aos processos de compras e contratações emergenciais relacionadas à covid-19.

Logo depois, está o link "Ações do Governo do Estado do Pará", onde consta arquivo, em formato PDF, com medidas já tomadas em relação à covid-19. Mais abaixo, consta o link "Documentos Oficiais", no qual, em formato PDF, ficam disponíveis os decretos estaduais, decretos legislativos e leis publicadas.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ