Covid-19: Belém e Ananindeua só podem vacinar público a partir dos 12 anos

A Sespa foi demanda para saber quantos municípios estão passando pela falta de vacina para crianças

Gabriel Pires
fonte

O Pará — assim como todo o Brasil — sofre com a falta de vacina generalizada para o público infantil (vacina pediátrica). A imunização segue normalmente apenas para pessoas a partir de 12 anos em Belém e Ananindeua. Esta trata-se de uma problemática nacional, conforme anunciou o Ministério da Saúde (MS) no início do ano. A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou à Redação de O Liberal, nesta quarta-feira (25), que já solicitou e aguarda do MS o envio de novas doses de vacinas contra covid-19 para a faixa etária de 6 meses a 11 anos. A reportagem buscou mais detalhes junto a Sespa para saber quantos municípios estão passando pela falta de vacina para crianças. No entanto, não obteve retorno.

Para as demais faixas etárias, o Estado recebeu em 2023, 49.140 doses da vacina Pfizer Adulto e 25.760 doses da vacina Coronavac. Os imunizantes já foram distribuídos para os municípios, que são os responsáveis pela aplicação das doses.

Em Belém, persiste a falta dos imunizantes Pfizer Baby — destinada ao público de 6 meses a 2 anos de idade — e a Pfizer Pediátrica — que contempla o público de 5 a 11 anos de idade. O município também não dispõe de doses de Coronavac, utilizada para crianças de 3 a 4 anos que irão iniciar o esquema vacinal. Até o momento, não há previsão para o recebimento de novas doses, como aponta a enfermeira da Coordenação de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Lanna Xantipa Lemos.

“Recentemente nós recebemos um lote de CoronaVac do Ministério da Saúde. Entretanto, esse lote foi destinado, exclusivamente, para realizar a segunda dose das crianças que já iniciaram o esquema. Então, para aquelas crianças de três a quatro anos que ainda não foram vacinadas, que ainda vão fazer a sua primeira dose, a gente ainda está em falta com elas para essas vacinas”, afirma Lanna.

A capital segue vacinando apenas o público a partir de 12 anos com o imunizante da Pfizer Adulto, o único disponível até então nos pontos de vacinação. A Pfizer Adulto é destinada para esse público que irá realizar a primeira dose e para reforçar o esquema vacinal — a terceira, quarta e quinta dose.

 

Último carregamento de vacina ao Brasil chegou em 16 de janeiro

O Ministério da Saúde, no dia 6 de janeiro deste ano, confirmou que o estoque de vacinas contra covid-19 para crianças estava zerado. O último carregamento enviado ao Brasil foi feito no dia 16 de janeiro: 740 mil doses e 25,7 mil foram destinadas ao Pará.

Após assumir a Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde, Ethel Maciel declarou, no dia 6 de janeiro, que enquanto faltavam vacinas para bebês e crianças, sobravam doses para adultos.

Por nota, o Ministério da Saúde informou que "...7,7 milhões de doses de vacinas covid-19 da Pfizer para crianças de 6 meses a 11 anos de idade. A entrega é parte do aditivo de 50 milhões de doses e fruto das negociações do Ministério da Saúde com o laboratório para o adiantamento das remessas".

"A entrega está dividida em dois lotes, o primeiro de 7,2 milhões e o segundo de 550 mil doses. Ao todo, são 4,5 milhões para 6 meses a 4 anos e 3,2 milhões de doses destinadas ao público de 5 a 11 anos. A partir de agora, as vacinas passam por análise do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e serão distribuídas para todos os estados e Distrito Federal nos próximos dias, ampliando a campanha de vacinação dessa faixa etária", conclui a nota do MS.

(Gabriel Pires, estagiário, sob a supervisão de Victor Furtado, coordenador do Núcleo de Atualidades)

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ