Barcarena: técnica em química abriu mão da indústria para conquistar o mundo do empreendedorismo

De Técnica em Química à Nail Designer, a barcarenense Lana Garcia abriu mão das oportunidades na indústria, e dos planos de cursar o ensino superior, para se lançar no trabalho informal e de forma visionária se tornou a primeira Nail Designer da região, com a técnica de alongamento de unhas em fibra de vidro

Larissa Costa
fonte

De Técnica em Química à Nail Designer, a barcarenense Lana Garcia abriu mão das oportunidades na indústria, e dos planos de cursar o ensino superior, para se lançar no trabalho informal e de forma visionária se tornou a primeira Nail Designer da região, com a técnica de alongamento de unhas em fibra de vidro.

Hoje, a especialista em unhas tem residência fixa em Belém, mas foi em Barcarena que trilhou o caminho da experiência que a fez dar um novo passo na caminhada empreendedora. A barcarenense está há 4 anos no ramo que decidiu seguir carreira, trabalhando em casa e tratando da autoestima de mais de 150 mulheres, mensalmente, que hoje compõe sua cartela de clientes. 

Como a maioria dos jovens, ainda estudante, Lana planejou conquistar seu espaço no mercado de trabalho fazendo curso superior e chegou até o sexto período de Engenharia de Produção, mas foi no curso profissionalizante que Lana viu suas chances de futuro ampliarem. 

Na época com 20 de idade, a barcarenense ingressou no mercado de trabalho formal após fazer curso Técnico e durante quase dois anos trabalhou em uma usina siderúrgica. Sempre sonhadora, a então Técnica em Química agarrou uma oportunidade de morar no estado do Rio de Janeiro com o objetivo de crescer profissionalmente. No Rio, estudou Engenharia e inglês, mas não resistiu a saudade da família e decidiu retornar para a cidade de origem.

image Lana Garcia trocou a indústria pelo mercado da beleza (Divulgação/ Arquivo Pessoal)

Antes de voltar para Barcarena, Lana conta que tomou, talvez, a decisão mais acertada da sua vida. “Queria voltar, mas tinha medo de ficar desempregada. Foi assim então que eu resolvi fazer o curso de alongamento de unhas, porque pensei: ‘lá não tem esse serviço’. E assim voltei pra Barcarena, trabalhando com isso, mas a intenção era somente até conseguir emprego na indústria”, explica.

Em dezembro de 2018, Lana estava de volta para Barcarena e conta que a proposta para trabalhar na indústria não demorou muito a aparecer. “Estava tão envolvida com o trabalho de unha que já não valia a pena voltar para a área industrial”, afirma sobre decidir continuar fazendo o que aprendeu em sua estadia no Rio de Janeiro.

Com um salário 3 vezes superior ao de Técnica em Química, os planos de Lana mudaram assim que viu a sua decisão pelo trabalho informal dar um retorno imediato. A especialista em unhas não esconde a realização profissional, trabalhando com o que ama, tendo a flexibilidade de fazer seu próprio horário, estando mais tempo com a filha de 1 ano e 6 meses e o esposo. “Quero continuar crescendo na área que escolhi, crescer empreendendo. Hoje não tenho mais vontade de fazer ensino superior. Eu sei que assim tenho muito mais retorno financeiro”, fala sobre os planos para o futuro.

Além de apreciar o seu próprio crescimento como Nail Designer e empreendedora, atualmente Lana contribui com que outras sonhadoras vivam a mesma experiência. “Devido as pessoas verem que eu tinha um padrão de vida diferenciado para quem trabalhava como manicure, elas começaram a me procurar querendo aprender aquilo que eu sabia fazer. Então eu comecei a ministrar cursos e isso aumentou ainda mais a minha renda”, conta a profissional que formou mais de 150 Designers de Unhas, em Barcarena. “Hoje graças à Deus também são meninas muito bem remuneradas financeiramente”, pontua.

Entre as clientes que decidiram seguir o exemplo de Lana está Luana Queiroz, que foi cliente durante três anos, depois se tornou aluna e agora é colega de profissão. “Ela é uma inspiração para as mulheres e as pessoas que tendem a empreender. Me vi inspirada justamente por isso, porque ama a profissão e se dedica ao que gosta e sabe fazer. Antes eu trabalhava com vendas e hoje estou nesse mercado, impulsionada por ela a ter prazer de desempenhar essa profissão”, declara.

image Mais de 7 mil clientes atendidas e 300 alunas formadas (Divulgação/ Arquivo Pessoal)

Brenda Corrêa também se apaixonou pela técnica. “Sempre fui encantada com a delicadeza de seu trabalho. Com o passar, nos tornamos amigas e no início de 2022 fiquei desempregada e não sabia o que fazer, foi então que tive a ideia de fazer o curso da Lana, e que decisão assertiva! Hoje caminho no universo das unhas com segurança, sabendo que aprendi técnicas fundamentais”, afirma.

Mais de 7 mil clientes já receberam os tratamentos da especialista em unhas. Entre as formadas por ela, somam-se um total de mais de 300 alunas, incluindo mulheres que vieram de outros estados. “Já recebi pessoas que vieram para o curso de Fortaleza, Acre...”, cita. Mesmo atendendo em Belém, a profissional continua recebendo clientes de Barcarena, Abaetetuba, Castanhal e outras localidades.

 

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ