Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Barcarena alcança 22% de esgotamento sanitário com nova estação de tratamento

Segundo a prefeitura municipal, mais de 20 mil barcarenenses são beneficiados com o serviço

O Liberal

De acordo com a prefeitura de Barcarena, distante 15 quilômetros de Belém, em linha reta, o município alcançou 22% de cobertura de esgotamento sanitário com o início das operações da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE Cabanos II). O investimento é de R$ 1 milhão, e a nova ETE tem capacidade, nesta etapa, de tratar 432 mil litros de esgoto por dia e atender moradores dos bairros Jardim Paraíso, Jardim Cabano e uma parte de Vila dos Cabanos.

Ao todo, informa a prefeitura de Barcarena, mais de 20 mil barcarenenses são beneficiados com o serviço, que impacta positivamente na preservação do meio ambiente, da saúde e da qualidade de vida. A prefeitura informou também que esta é a segunda unidade operacional entregue pela concessionária no intervalo de 18 meses. E a terceira, a ETE Pioneiros, já está em obras e vai ampliar ainda mais a cobertura de esgotamento sanitário na cidade.

O prefeito de Barcarena, Renato Ogawa, informou que investir em saneamento é uma necessidade de cidades que crescem. “Estamos cuidando dos moradores de Barcarena e prova disso é a nova Estação de Tratamento de Esgoto Cabanos II, o que nos leva a uma cobertura de 22% da população atendida, com perspectivas de obras e serviços com continuidade para os próximos anos. Não estamos só inaugurando uma ETE, estamos proporcionando saúde para nossa população”, disse ele.

Para o diretor-presidente da Águas de São Francisco, Thiago Terada, a partir da nova ETE, “Barcarena posiciona-se como uma das cidades que mais avançou na coleta e tratamento de esgoto em todo o Pará. Isso reforça o compromisso que já temos feito com o fornecimento de água tratada para a cidade. Agora, com a nova ETE, proporcionarmos aos moradores ainda mais benefícios, como a valorização de imóvel, redução de doenças em veiculação hídrica, além de dignidade e qualidade de vida”.

ETE CABANOS II

De acordo com a prefeitura de Barcarena, o tratamento dos efluentes na ETE Cabanos II é realizado pelo método RAFA (reator anaeróbio de fluxo ascendente), seguido de Reator Imhoff. Uma tecnologia que dá maior eficiência à operação e requer menor utilização territorial quando comparada a estruturas tradicionais.

Entre as etapas de tratamento estão: a remoção de sólidos grosseiros e partículas de areia; tratamento biológico anaeróbio, no qual as bactérias irão consumir a matéria orgânica presente, convertendo parte dessa em gás carbônico, metano, água e lodo.

ETE PIONEIRO

As obras de implantação da ETE Pioneiro, segundo a prefeitura, estão em ritmo acelerado e a conclusão está prevista para o primeiro semestre de 2022. Serão mais de 35 mil moradores com esgotamento sanitário em Barcarena.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ