De vendedor a empresário, João Trindade conta como chegou à política em Parauapebas

O emprego como vendedor o trouxe à promissora cidade do minério, com a logística de atendimento a clientes na região sudeste do Pará

Hilda Barros

Natural de Araguaína, no Tocantins, João José Trindade, 56 anos, mudou-se para Parauapebas em 2005. O emprego como vendedor o trouxe à promissora cidade do minério, com a logística de atendimento a clientes na região sudeste do Pará. João trindade chegou ao estado ainda jovem quando os pais saíram do Tocantins para morar na cidade de Tucumã, onde iniciou sua profissão como torneiro mecânico. Na época, sem muitas oportunidades no campo de atuação, ele teve que trabalhar como motorista, e após quatro anos no ramo, conseguiu uma promoção onde iniciou como vendedor.

Quando resolveu deixar a profissão de lado, foi em Parauapebas que ele decidiu investir. Vendeu o carro para comprar um ponto comercial, tornando-se de empregado a patrão, tendo o dom para administrar, o empreendedor que sonhava em ser médico, viu seus negócios prosperarem na pequena e pacata Parauapebas, que já tinha sua economia alavancada com a exploração do minério.

Com o desenvolvimento da cidade e com a chegada das multinacionais foi preciso apostar alto para não ter as portas de seu estabelecimento fechadas. João Trindade começou de maneira tímida a expandir seu empreendimento e hoje, o pequeno comércio se transformou em uma rede de supermercados. “Eu aproveitei o momento do desenvolvimento, a cidade foi crescendo e então fui acompanhando esse progresso do município. Então foi o momento de expandir, hoje estamos em Parauapebas, Canaã dos Carajás e Marabá”, destacou João Trindade.

Treze lojas estão espalhadas em Parauapebas e região, contribuindo assim com a geração de emprego e renda para mais de 400 funcionários. 'João do Verdurão' como é conhecido, afirma que não imaginava que chegaria tão longe quando investiu em algo pequeno. “Eu pensava em colocar uma lojinha de materiais de construção, tanto que eu resisti no começo em fazer o negócio. Primeiro pela dificuldade financeira que a gente tinha e, depois, pela trabalheira que dava, no mercado você tem que chegar primeiro e sair no final, mas deu certo. Talvez pelo fato de conhecer as dificuldades do comércio, me fez ter mais dedicação. Eu fiquei de dez a doze anos trabalhando sem tirar férias", frisou João Trindade.

Engajamento na Política

Foi apostando na chamada capital do minério que João Trindade viu sua vida mudar. De vendedor a empresário, ramo que o ajudou a ir mais longe. Atualmente é prefeito em exercício de Parauapebas. Sem muito interesse na política, como ele mesmo faz questão de frisar, o empresário chegou  por acaso à administração pública. “Confesso que estava decepcionado com a política, fiquei quase 18 anos sem exercer o voto. Depois passei a receber incentivos de algumas pessoas, e acabei saindo a vice–prefeito. Na época perdemos as eleições, e na campanha de 2020 fui novamente convidado pelo prefeito Darci Lermen”,frisou.

João Trindade diz que a experiência na política trouxe novas oportunidades, mas diferente do que imaginava do papel de um vice-prefeito, sua participação na administração pública tem sido uma experiência positiva. “Tem sido uma experiência boa, talvez essa visão entre atividade comercial e atividade pública, ela vai me dar o embasamento e a  maturidade, Às vezes as pessoas me chamam de empresário, mas eu não sou empresário. Eu sou um trabalhador que teve a oportunidade de fazer a parte gerencial da empresa”, avalia ele, que como muitas pessoas que chegam a Parauapebas, mudou-se para o município com expectativa de dias melhores, e eles vieram", ratifica.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ