#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

Veja como funciona o implante do chip de Elon Musk em um cérebro humano

Chip Telepathy ('Telepatia') processa sinais cerebrais que são decodificados por um aplicativo da Neuralink

O Liberal
fonte

A Neuralink, empresa liderada pelo bilionário Elon Musk, realizou no domingo (28) seu primeiro implante de chip em um cérebro humano. O objetivo é possibilitar que, no futuro, pessoas com limitações motoras controlem dispositivos eletrônicos, como computadores e celulares, por meio do pensamento.

O chip, denominado Telepathy ("Telepatia"), processa sinais cerebrais que são decodificados por um aplicativo da Neuralink. Esse aplicativo é capaz de transformar esses sinais em ações para controlar aparelhos eletrônicos. A localização exata do implante no cérebro não foi divulgada, mas especialistas ouvidos pelo g1 sugerem a possibilidade de ter sido no cerebelo, responsável pela coordenação motora.

VEJA MAIS

image Empresa de Elon Musk faz primeiro implante de chip em cérebro humano
Bilionário afirma que primeiro produto da Neuralink permitiria que um ser humano controlasse um telefone ou computador “apenas pensando”

image Robô sai do controle e ataca engenheiro na fábrica da Tesla, Inc., nos EUA
Funcionário trabalhava na programação do software controlador destes dispositivos eletromecânicos, que têm como função cortar peças dos automóveis

O procedimento foi realizado no domingo, com o anúncio feito por Elon Musk na noite de segunda-feira em sua rede social X (antigo Twitter). Nessa fase inicial, a Neuralink busca avaliar a segurança do implante e do robô que conduziu a cirurgia. A perspectiva futura é utilizar o chip para o controle de dispositivos como computadores e celulares.

Elon Musk tem planos mais ambiciosos para o chip, visando a alcançar a telepatia humana. Ele acredita que isso poderia fortalecer a humanidade em uma eventual guerra contra a inteligência artificial, embora especialistas questionem a viabilidade dessa prática.

O paciente submetido ao procedimento não teve sua identidade divulgada, mas Elon Musk afirmou que a pessoa está se recuperando bem, e os resultados iniciais foram considerados "promissores". A seleção de voluntários para testar o chip foi inicialmente direcionada a pessoas com paralisia devido a lesões na medula espinhal cervical ou esclerose lateral amiotrófica (ELA).

Os estudos com implantes cerebrais pela Neuralink foram autorizados pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) em maio de 2023. A empresa iniciou as inscrições para voluntários quatro meses depois.

Embora não seja um feito inédito, outras empresas já tenham implantado chips semelhantes para auxiliar pacientes com síndromes graves na comunicação através das ondas cerebrais, a Neuralink busca inovações nessa área, já tendo implementado um chip semelhante em animais, permitindo que um macaco jogasse games utilizando o pensamento.

Veja como funciona

O chip implantado pela Neuralink apresenta características técnicas inovadoras. Seu software permite a conexão direta com celulares e computadores, facilitando a interação com os dispositivos eletrônicos. Equipado com uma pequena bateria alimentada por carregador indutivo, o chip possibilita recarga por aproximação, dispensando o uso de fios.

Diversos chips, distribuídos em 64 fios ultrafinos e flexíveis, processam os sinais cerebrais, transmitindo-os para um aplicativo desenvolvido pela empresa. Esse aplicativo é capaz de transformar esses sinais em ações que controlam efetivamente celulares e computadores. A Neuralink destaca que o dispositivo é biocompatível, o que significa que não é rejeitado pelo organismo humano.

Essa abordagem técnica representa um avanço significativo na interface cérebro-máquina, permitindo uma integração mais eficiente e segura entre a mente humana e a tecnologia. A empresa reforça sua visão de proporcionar maior autonomia e qualidade de vida para indivíduos com limitações motoras, criando possibilidades revolucionárias para o futuro da interação homem-máquina.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO