Turista escala pirâmide proibida e é expulsa por pessoas que visitavam o espaço

A subida ao monumento histórico não é permitida desde 2006

Juliana Maia
fonte

Uma turista que visitava o Templo de Kukulcán foi agredida e expulsa após ter subido as 90 escadas do monumento que tem acesso proibido. A atitude irritou as pessoas que estavam próximas ao local, já que o acesso ao topo não é permitido desde o ano de 2006. Ao verem a mulher desrespeitando uma das regras do sítio arqueológico, localizado no México, eles direcionaram xingamentos e cercaram a turista até a saída do local.

VEJA MAIS

image Turista comete racismo com agressão física e verbal no Portal da Amazônia, em Belém; vídeo
Vítima seria funcionário de um estabelecimento comercial no ponto turístico

image Turista brasileiro morre após ser atingido por bloco de gelo em caverna com entrada proibida; vídeo
A vítima viajava pela América do Sul em uma kombi, ao lado de sua gata de estimação

image Mulher morre após ser atingida por raio; descarga elétrica entrou pelo ouvido
A vítima era uma britânica e tinha 48 anos. Chegou a ser socorrida e levada ao hospital com lesões sérias, mas não resistiu

Enquanto a turista estava no alto do templo, os outros visitantes ficaram insatisfeitos com a atitude e pediram para que fosse presa. Em vídeos que circulam na internet, a mulher dança e comemora a “conquista”. Na saída, ao lado de seu guia turístico, ela é cercada pelas pessoas, que puxam seus cabelos e a xingam.

Segundo o Diario de Yucatán, quem subir nas pirâmides que pertencem ao Sítio Arqueológico de Chichén Itzá pode ser multado entre 50 a 100 mil pesos. Em reais, o valor é de aproximadamente R$ 27mil.

(*Juliana Maia, estagiária sob supervisão da editora de OLiberal.com, Vanessa Pinheiro)

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO