Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Tigre morre após contrair covid-19 em zoológico nos EUA

Funcionários lamentaram a perda do animal. O tigre iniciou o tratamento na quarta-feira (22), mas não apresentou melhoras e morreu no domingo

Emilly Melo

Um tigre morreu no domingo (26), após desenvolver pneumonia em decorrência da covid-19, em um zoológico de Ohio, Estados Unidos. Júpiter, como o felino era chamado, tinha 14 anos e fazia tratamento para doenças crônicas, o que o tornou mais suscetível ao vírus. Com informações do Uol. 

VEJA MAIS

VÍDEO: Macaco viraliza ao colocar máscara contra Covid-19 no rosto e sair andando em parque
O animal chamou atenção nas redes sociais por despertar um comportamento "humanizado"

Tutor passa coronavírus a cachorro, que acaba sacrificado
Cão com covid-19 era um dos 13 animais infectados nos Estados Unidos

Gata é o primeiro animal a testar positivo para Covid-19 no Brasil
Animal teria pegado a doença dos donos, que estavam com a doença

Por meio de um comunicado nas redes sociais, o zoológico lamentou a perda do animal e disse que Júpiter já mostrava sinais da doença no início do mês. Ele perdeu o apetite, não conseguia mais ficar de pé e já não interagia com os tratadores como de costume. Apesar dos exames e tratamentos iniciados na quarta-feira (22), o tigre não apresentou melhoras e morreu no domingo. 

"Os exames iniciais sugeriram uma infecção e o tratamento foi iniciado. Infelizmente, Júpiter não melhorou com este tratamento e permaneceu relutante em se mover e comer. No dia seguinte, ele recebeu tratamentos adicionais e fez mais testes de diagnóstico. Embora parecesse estável, Júpiter morreu durante a noite", disse o zoológico. 

O local estabelece medidas de proteção para evitar que funcionários infectem os animais, como uso de máscaras próximo aos bichos que estão suscetíveis à doença. Na postagem, o zoológico lamentou a morte do animal.

"A equipe de cuidados de Júpiter se lembra dele como um tigre grande e impressionante, que adorava peixes e dormia em sua caverna. Lembramos com carinho da confiança que construiu com Júpiter ao longo do tempo através do treinamento e como ele sempre foi muito amigável com as tigres fêmeas, Mara e Natasha". O animal estava no local desde 2015, quando foi trazido de Moscou. 

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO