Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Suécia e Finlândia assinam acordo com Reino Unido e decidem nos próximos dias sobre entrada na OTAN

Os novos acordos feitos têm como objetivo reforçar a segurança europeia, prometendo apoiar as forças armadas de ambos os países caso sejam atacados

O Liberal

A invasão da Ucrânia pela Rússia fez com que Suécia e a vizinha Finlândia passassem a repensar a forma como protegem a segurança nacional. Nos próximos dias, as duas nações devem decidir se vão se juntar à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Enquanto isso não ocorre, os dois países fizeram novos acordos com o Reino Unido para reforçar a segurança europeia, prometendo apoiar as forças armadas de ambos os países caso sejam atacados. As informações são da CNN Brasil.

VEJA MAIS

Apesar de ameaça da Rússia, Suécia e Finlândia discutem entrada na Otan
Para autoridades dos dois países, a guerra na Ucrânia ‘balançou’ a percepção de que a neutralidade era o melhor para a paz

Os acordos foram definidos pela Grã-Bretanha como “uma mudança radical na cooperação em defesa e segurança”, que ajudarão de alguma forma a aplacar os temores na Finlândia e na Suécia sobre as ameaças feitas pela Rússia caso uma das nações decida se juntar à Otan.

“O que estamos dizendo, enfaticamente, é que, no caso de um desastre ou de um ataque à Suécia, o Reino Unido viria em auxílio da Suécia com o que a Suécia solicitasse”, declarou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, nesta quarta-feira (11), após se encontrar com a primeira-ministra sueca Magdalena Andersson.

Segundo Anderson, “o apoio será dado a pedido do país afetado e pode incluir recursos militares.”

As duas nações também já receberam garantias de apoio dos Estados Unidos e da Alemanha. O comunicado britânico informou que os novos acordos intensificariam o compartilhamento de inteligência e acelerariam o treinamento, exercícios e desdobramentos militares conjuntos.

Espera-se agora que ambos os países anunciem suas intenções envolvendo a Otan nos próximos dias. “Se a Finlândia der esse passo histórico, é para a segurança de nossos próprios cidadãos”, disse a primeira-ministra finlandesa, Sanna Marin, durante uma visita ao Japão na quarta-feira.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO