Sony enfim divulga detalhes sobre o seu novo console de games

Além de revelar o nome oficial, companhia apresenta vantagens de novo tipo de armazenamento

Redação Integrada de O Liberal com informações de Wired Magazine

Acabaram as especulações sobre o nome do novo PlayStation. Como em time que está ganhando geralmente não se mexe, o diretor da Sony Interactive Entertainment, Jim Ryan, disse que se chamará PlayStation 5. Portanto, ao ser lançado no final de 2020, a companhia tenta manter a trajetória de sucesso das versões 2, 3 e 4. Ao dizer que o novo console será chamado de PlayStation 5, Ryan disse que dessa forma tirou “um fardo gigante das minhas costas".

A Sony não revelava muito sobre o console, conhecido desde abril como “da próxima geração", deixando os fãs ansiosos. De fato, a empresa não releva nada, enquanto a concorrente Microsoft revela detalhes sobre seu próprio console de última geração, sucessor do Xbox One, conhecido apenas como Projeto Scarlett.

Agora, porém, em uma sala de conferências na sede da Sony nos EUA, Ryam e seu arquiteto de sistemas Mark Cerny estão prontos a divulgar as novidades.

Como o PS5, Scarlett possui um CPU baseado na linha Ryzen da AMD e uma GPU baseada em na família Navi; como o PS5, ele abandonará o disco rígido giratório por um drive de estado sólido, um SSD.

"Se você pegar um jogo como o Homem-Aranha da Marvel", diz Mark Cerny, "vai perceber que existem vários dados duplicados 400 vezes no disco rígido". Já o SSD acaba com isso, sem falar na velocidade de leitura drasticamente mais rápida que um disco rígido. E ainda economiza espaço físico.

Como os desenvolvedores aproveitarão esse espaço provavelmente pode ser diferente em cada caso. Podem optar por criar jogos mais detalhados, outros podem se contentar em diminuir o tamanho dos jogos ou patches. De qualquer forma, os jogos físicos para o PS5 usarão discos ópticos de 100 GB, inseridos em uma unidade óptica que funciona como um player 4K Bluray.

Controlador

O joystick, que Cerny diz que "ainda não tem nome", tem alguns recursos interessantes, como o "gatilho adaptável" que pode oferecer níveis variados de resistência para simular melhor a experiência de atirar com arco e flecha, por exemplo - a tensão aumenta quando você puxa a flecha para trás - ou fazer com que a experiência com uma metralhadora seja muito diferente de com uma espingarda.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!