Rata que fareja minas terrestres é premiada por coragem no Camboja

Associação britânica a recompensou com versão em miniatura de medalha de ouro

(Com informações da Folha de SP)

Magawa é uma rata gigante africana treinada pela ONG belga Apopo para farejar minas terrestres no Camboja. Nesta sexta-feira, 25, a fêmea de quase seis anos foi premiada com uma medalha de ouro pela associação veterinária britânica PDSA, que todo ano recompensa um animal — geralmente cachorros e gatos - por sua coragem.

Magawa tem um currículo invejável, já descobriu 39 minas antipessoais e 28 vestígios de explosivos ao longo de sua "carreira" como farejadora, se destacando como um dos melhores animais treinados pela ONG Apopo. Graças a sua eficiência, quase 141.000 metros quadrados de terra repleto de minas, o equivalente a 20 campos de futebol, foram limpos.

A rata foi homenageada por sua "coragem e devoção ao dever" com uma versão em miniatura de sua medalha de ouro, considerada o animal equivalente da Cruz de Jorge, principal condecoração civil no Reino Unido. Mas o que ela gosta mesmo é de amendoim e banana, petiscos usados para recompensá-la a cada mina detectada. 

As ratas são animais inteligentes, com um talento especial para realizar tarefas repetitivas quando estimuladas com esses recursos. Além disso, por serem animais de peso leve, não provocam a ativação das minas caso venham a tocá-las. Também são usadas para detectar infectados com tuberculose graças ao seu olfato apurado.

Para o diretor-geral da Apopo, Christophe Cox, a distinção feita à Magawa, além de uma honra para a organização, ajuda a chamar a atenção do mundo para o problema das minas, que só no Camboja já mataram mais de 64 mil pessoas.

A Apopo treina os roedores durante um ano na Tanzânia, seu país de origem, para que aprendam a detectar o TNT nos explosivos e os ensina a arranhar o chão para sinalizar a presença desse componente aos humanos que trabalham com eles. A técnica permite trabalhar muito mais rápido do que com um detector de metais, afirma.

Desse modo, com seus 70 cm de comprimento, pode detectar o equivalente a uma quadra de tênis em 30 minutos, uma tarefa que levaria até quatro dias para um humano equipado com um detector de metais.

Com suas 45 ratas adestradas, a Apopo já neutralizou mais de 83.000 minas terrestres. Segundo a PDSA, entre 1975 e 1998 foram instaladas entre 4 e 6 milhões de minas no Camboja.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!