Mãe mata filho recém-nascido esmagado após festa

A mulher teria bebido e jogado o bebê para o alto e consumido bebida alcoólica

Redação integrada de O Liberal com informações de O Dia

Uma mulher foi condenada após ser culpada pela morte do filho, um bebê de quatro semanas de vida. Marina Tilby, de 26 anos, levou o recém-nascido para uma festa e na manhã seguinte o filho não se mexia mais. O caso aconteceu no País de Gales.

Na balada, testemunhas contaram à rede de TV BBC que a mulher jogou o bebê diversas vezes para o alto e consumiu altas doses de bebida alcoólica. No entanto, a tragédia aconteceu longe do bar, quando mãe e filho foram passar a noite na casa de dois homens que ela conheceu na festa, no último dia 31 de março.

Um dos homens ofereceu a Tilby uma cama de casal para que ela e o filho pudessem dormir, mas ao acordar, ela percebeu que havia dormido em cima do filho. A criança não se mexia respondia a qualquer estímulo. Ela, então, se dirigiu a um hospital da região e o bebê foi declarado morto.

A mulher foi presa após informar aos médicos o motivo da parada cardíaca do filho e julgada na última sexta-feira (7). Durante o julgamento, ela admitiu que foi negligente e teve que ouvir as críticas do juiz do caso.

"Era sua responsabilidade como mãe, seu dever, colocar a segurança e bem-estar de seu bebê acima de todas as coisas. Você ignorou completamente esse dever. Então, imagino que estivesse completamente alterada naquela noite. Este é um horrível caso de egoísmo materno ", afirmou o juiz Paul Thomas.

Mundo