Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem passa 32 anos preso e consegue provar a inocência

Além do reconhecimento, ele também vai receber US$ 1,6 milhão, referente aos dias que permaneceu na cadeia. No momento do crime, Joaquin estava em casa com o filho recém-nascido

Emilly Melo

Um homem teve a inocência reconhecida, na segunda-feira (18), pelo Tribunal Superior de São Franscisco, nos EUA, depois de passar 32 anos preso. Joaquin Ciria, de 61 anos, foi acusado de assassinato.

VEJA MAIS

Golpista que prometia cargos no TJPA é preso em flagrante pela Polícia Civil, em Belém Eldon Monteiro Pereira, de 41 anos, fazia falsas promessas de emprego e exigia um pagamento antecipado das vítimas. Pelo menos 11 pessoas caíram no golpe

Pastor é preso acusado de estupro de vulnerável e exploração sexual O religioso é acusado de estuprar uma criança de 11 anos

Foragido da Justiça é preso após ser flagrado andando em moto roubada, em Santana do Araguaia Lucas Rodrigues Brandão tinha um mandado de prisão expedido pela 4ª Vara Criminal de Execuções Penais de Palmas, no Tocantins

"Estamos muito satisfeitos por Joaquin, que lutou por tanto tempo para limpar seu nome", disse a advogada Paige Kaneb. "Ele agora pode passar um tempo com seu filho de 32 anos, que era um bebê quando seu pai foi injustamente tirado dele".

De acordo com a emissora CBS, Joaquin foi condenado em 1990 pela morte de Felix Bastarrica. Em 2020, as investigações da Comissão de Inocência constataram que o crime foi cometido por um conhecido do suspeito e da vítima

Na época, Ciria foi apontado como suspeito após rumores iniciados pelo próprio autor do assassinato. No entanto, no momento do crime, Joaquin estava em casa com o filho recém-nascido

O homem nunca chegou a confessar o crime e sempre afirmou que era inocente. Além do reconhecimento de inocência, ele recebeu o direito de ganhar US$ 140 por cada dia preso, o que equivale a cerca de US$ 1,6 milhão, livre de impostos.

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Hamilton Braga, coordenador do Núcleo de Política)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO