Após falha em sistema, voos são normalizados nos EUA; Biden pede investigação

Mais de 30 mil voos foram atrasados e outros cancelados após falha em alerta de pilotos

O Liberal

Os voos nos Estados Unidos estão sendo normalizados após interrupção do sistema durante a noite de terça-feira (10) que impactou milhares de passageiros. A Administração Federal de Aviação (FAA, em inglês), responsável pelos voos, ordenou às companhias aéreas que parassem todas as decolagens domésticas depois que seu sistema de alerta de pilotos para as missões aéreas foi desligado.

VEJA MAIS

image Paraense morta nos EUA: áudio mostra suspeito tentando enganar família da vítima; ouça
O áudio começou a circular nesta terça-feira (10) e ele comenta que uma policial teria entrado em contato para dizer que Anna Laura Costa Porsborg não estava desaparecida

image EUA suspendem todos os voos no país; confira
Até o momento, mais de 400 voos foram atrasados ​​dentro ou fora do país

Os voos que já estavam no ar continuaram normalmente a viagem. Os aeroportos de Newark, em Nova Jérsei, e Atlanta, na Geórgia, foram os primeiros autorizados e retomaram os serviços às 9h desta quarta-feira (11). 

A FAA informou que não há evidências de que o problema foi ocasionado por algum tipo de ataque cibernético, mas o presidente Joe Biden pediu investigação sobre o caso.

Cerca de 32.578 voos foram atrasados a partir das 8h07 (horário local) e impactou na Bolsa, com ações das companhias caindo na abertura do mercado.

Palavras-chave

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO