Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Remo: parcerias, 'camisa' de R$3,5 milhões e mudanças no nome das lojas; confira

Leão apresentou balanço de 2020 com as ações do marketing e departamento comercial, além do novo projeto das lojas do clube

Redação Integrada

O Remo apresentou um balanço das ações de marketing e do comercial durante o ano de 2020. Dentro de campo o Leão conseguiu o acesso à Série Be fora dele teve que se reinventar para conseguir honrar seus compromissos. Uma das fontes de rendas nesse período foram as ações nas redes sociais voltadas para vendas de produtos, lançamentos da maca própria e royalties das lojas do clube, que terá mudanças de nome, layout e conceito.

Nesse período de pandemia, o Remo deixou de arrecadar em torno de R$10 milhões só de bilheterias e ações relacionadas a jogos com público nos estádios, segundo o diretor de marketing Renan Bezerra.  

Visando suprir as necessidades do clube, um plano foi traçado e com isso o Remo conseguiu terminar 2020 honrando seus compromissos, de acordo com o diretor comercial Glauber Gonçalves.

“Trabalhamos o e-commerce e passamos a negociar diretamente com os licenciados algumas dívidas que eles tinha com o clube e conseguimos atender essa demanda e aí conseguimos vender praticamente com 100% de lucro para o clube. Faturamos em torno de R$1 milhão e isso sem criar dívidas para o clube”, falou, Glauber.

FATURAMENTO DAS LOJAS

Glauber deu números de quanto as lojas do Remo deram de lucro ao clube com royalties e comercialização de produtos da marca própria.

“As lojas do Remo em 2020 geraram ao clube em torno de R$900 mil em várias negociações  de produtos com a marca Rei , colocando dentro delas e gerando faturamento para o clube, vendendo os produtos para atender o mercado e conseguimos as ações com lojas físicas”

CAMISA

Os patrocínios da camisa do remo geram um lucro ao Remo que jamais foi visto pelo clube, segundo o diretor comercial. Leão ainda negocia mais um patrocínio visando a disputa da Série B

“Hoje a nossa camisa gira em torno de R$3,5 milhões e estamos em negociação com uma grande empresa varejista e em breve podemos anunciar”, falou.

NOVAS LOJAS

As lojas do Remo passarão por mudanças, começando pelo nome, que será “Loja Rei da Amazônia”, além do conceito, já que o clube terá dois tipos de estabelecimento, o convencional e outro onde o torcedor poderá ter experiências como  tomar uma cerveja, um café, assistir os jogos do clube, como explica o diretor de marketing Renan Bezerea.

“São projetos que visam uma reestruturação do clube não só financeira, mas também o reposicionamento de marca. Passamos a trabalhar a questão conceitual e a partir de uma série de pesquisa que fizemos em 2020, achamos por bem mudar o nome da nossa rede de franquia. O conceito dela será com elementos da Amazônia, urbanização, voltada para o que o torcedor vive no dia a dia”, disse, Renan.

As lojas passarão pelas mudanças no final do mês de maio e a Loja do Baenão será a primeira com o novo conceito, já que pertence ao clube e através de uma parceria ela será toda modificada.  Segundo o diretor comercial do Remo a expectativa é que as lojas possam gerar em torno de R$1.5 milhão aos cofres do Leão Azul.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES