Pós-jogo: Hélio elogia momento do Paysandu e critica empresa que cuida do gramado da Curuzu

Treinador reclamou do gramado do estádio bicolor e afirmou que o Vovô da Cidade vai ser uma arma na Série B

Vitor Castelo / Especial para O Liberal

Classificado para final do Parazão 2024 ao golear o Águia por 4 a 0, na Curuzu, o Paysandu agora espera o resultado da outra semifinal entre Clube do Remo e Tuna para saber qual equipe vai encarar na decisão do estadual. Os gols da partida foram marcados por Leandro Vilela, Lucas Maia, Nicolas e Carlão. Na coletiva pós-jogo, o técnico Hélio dos Anjos comentou a exigência da torcida, falou do momento da equipe bicolor com elogios ao volante João Vieira e criticou a empresa contratada para cuidar do gramado da Curuzu.

TORCEDOR EXIGENTE

Assim como em todo grande clube, a Fiel bicolor é conhecida não só pelo seu apoio, mas também por ser bastante exigente. Para o comandante do Papão, isso é normal. “Eu acho que exigem muito do Paysandu e isso é natural. A gente sabe que aqui dentro nós procuramos dar o máximo de tranquilidade para os jogadores. Tenho procurado conversar com eles de forma individual, sobre essa pressão natural, sobre essas criticas descabidas na maioria das vezes em relação a rede social, a ofensas. A gente tem feito um trabalho bem legal. Hoje fizemos um jogo do jeito que eu gosto”, afirmou.

MOMENTO DO PAPÃO

Segundo Hélio, apesar de ter os melhores números, algumas pessoas estão afirmando que o Paysandu não tem jogado um futebol vistoso. “O que se cria em um campeonato regional é fazer com que um chegue fraco para a decisão. Escolheram o Paysandu para isso. Mas, estamos aí, fazendo o nosso trabalho. Temos o principal assistente, o artilheiro, a defesa menos vazada e o melhor ataque. São números. É uma decisão, seja contra quem quer que seja, o respeito vai ser o mesmo”, pontou

JOÃO VIEIRA

Durante a coletiva, o treinador aproveitou o espaço para elogiar a partida do volante João Vieira e ressaltar que joga apenas quem tem mérito. “Eu quero em público falar de um jogador, o João. Ele foi titular e reserva no ano passado. Nesta temporada, ele chegou a ser a última opção do meio de campo. Na pré-temporada, ele ficou fora até de treino conjunto. Ele nunca mudou o olhar, o sorriso e hoje, pra mim, ele foi absoluto como marcador, homem de articulação e de chegada. Eu fico horrorizado com essa história de que tem panela, aqui joga quem tem mérito”, enfatizou Hélio dos Anjos.

GRAMADO DA CURUZU

Para a temporada 2024, o gramado da Curuzu passou por uma reforma realizada por uma empresa contratada e mesmo assim, está aquém do desejado para o técnico Hélio dos Anjos. “As pessoas fazem o contrato com o clube e esquecem o principal que é o gramado. Eu fiquei muito chateado e o clube também. Esse campo vai ser a nossa arma na Série B e nós precisamos ter um gramado melhor. Não é culpa do clube que paga caro e sim da empresa que não é competente”, ressaltou.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Paysandu
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES